Pesquisa: ler num iPad ou Kindle demora mais tempo do que em um livro de papel

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

Quem diria: uma pesquisa de usabilidade publicada nesta sexta-feira por Jakob Nielsen — do Nielsen Norman Group — mostrou que usuários leem de 6,2% a 10,7% mais devagar em iPads, Kindles e afins do que em livros de verdade.

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

O estudo envolveu observação e entrevistas com um grupo de 32 indivíduos. Questionados acerca do seu nível de satisfação, eles afirmaram em média que o iPad é superior ao Kindle e aos próprios livros de papel; PCs em geral foram classificados com notas superbaixas, nesse quesito.

Mesmo considerando as vantagens de leitura em uma tela eink contra a LCD do iPad, usuários se sentiram mais atraídos por esta, citando o visual do software iBooks como algo superior à interface em tons de cinza do ereader da Amazon.com. A única crítica constante à tablet da Apple foi, na verdade, o seu peso.

No geral, a conclusão foi que ler em livros impressos ainda é algo mais relaxante do que lê-los em gadgets eletrônicos. O que será que fabricantes terão que inventar para eliminar essa sensação em futuras gerações dos seus ereaders?

[via Mashable]

Posts relacionados

Comentários