Recall de iPhones 4 custaria US$1,5 bilhão à Apple; novos compradores acreditam que houve mudanças no hardware

iPhone 4 deitado de lado

Já que um recall de iPhones 4 começou a ser cogitado, alguns analistas se aventuraram a fazer estimativas do quanto um operação desta monta custaria à Apple se fosse anunciada de fato. Em uma nota distribuída a investidores nesta semana, a Bernstein Research indicou que os custos para substituir os aparelhos distribuídos em todo o mundo chegaria a US$1,5 bilhão, com base em um valor máximo de produção estimado em US$250 por unidade.

Publicidade

A firma de análises acredita que seis milhões de iPhones 4 já tenham deixado as fábricas, mas não necessariamente todos teriam sido vendidos; independentemente disso, nenhum escaparia de um programa de substituição, pelo jeito. O estudo da Bernstein também sugere que a Apple poderia oferecer um reparo gratuito em suas lojas ou distribuir Bumpers para diminuir a incidência de problemas de recepção, sendo duas iniciativas que lhe dariam menos prejuízos — as estimativas de custo seriam de US$75 e US$30 por aparelho, respectivamente.

Enquanto não há como garantir qual atitude será tomada a respeito dos iPhones 4 que foram vendidos desde o lançamento, múltiplas fontes (1,2) receberam a informação de que o hardware de alguns aparelhos já teria sido modificado para tentar diminuir o nível de reclamações. Dentre os relatos de alguns usuários sobre essas novas unidades, destaca-se a afirmação de que a banda de aço inoxidável que percorre a lateral delas teria sido revestida com algo para evitar problemas com a recepção de sinal, já que ela estaria menos brilhante do que nas primeiras unidades.

Publicidade

Tal mudança aparenta ter surtido efeito. Mas o que será que a Apple fará com quem já comprou o iPhone 4?

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…