Coletiva iPhone 4: Steve Jobs afirma que problema da antena não é exclusivo do iPhone 4

Antennagate - Não exclusivo ao iPhone 4

Na coletiva com a imprensa desta tarde, Steve Jobs reafirmou o que já havia sido dito antes: o problema da antena do iPhone 4 — conhecido pela web como “Antennagate” — não é exclusivo dele. Além de simplesmente dizer isso, porém, Jobs demonstrou testes realizados pela própria Apple com concorrentes do seu produto.

Antennagate - Não exclusivo ao iPhone 4

Considerado um dos smartphones mais populares em empresas, o BlackBerry Bold 9700 — da Research In Motion — foi testado; um vídeo reproduzido na keynote comprovou que suas barras despencam de cinco para uma.

Com o HTC Droid Eris não foi muito diferente: de quatro barras para zero. Depois veio o Samsung Omnia 2 — resultado bastante semelhante, com exceção do fato de que os outros demoram mais para fazer as barras caírem (visualmente, apenas; a perda de sinal é instantânea); por outro lado, elas sobem rapidinho.

Tabela de smartphones vs. antenas

“Essa é a vida no mundo dos smartphones”, disse Jobs. “Telefones não são perfeitos.” Para o CEO da Apple, o iPhone 4 apenas tornou esse problema mais visível e público, mas ele afirma que a Apple tenta fazer o melhor que pode — reduzindo ao mínimo o número de pontos fracos em seus produtos.

Jobs revelou que a Apple possui um laboratório de testes extremamente sofisticado, que lhe custou mais de US$100 milhões há cinco anos. Dentro dele, a Maçã possui nada mais nada menos que 17 câmaras anecoicas, com 18 engenheiros e cientistas Ph.Ds. trabalhando dia e noite em testes extensivos com seus produtos.

“Sabemos que usuários poderiam observar queda de barras nos seus telefones segurando-os de um determinado jeito, isso é um fato, telefones não são perfeitos. Mas as pessoas estão relatando uma recepção melhor com a antena [do iPhone 4] que jamais tínhamos registrado”, concluiu Jobs.

[imagens: Engadget]

Posts relacionados

Comentários