Flurry: In App Purchases vêm gerando lucros cada vez maiores; jogos “freemium” são destaque

Analisando dados coletados junto a 21 desenvolvedoras de jogos para iOS, a Flurry Analytics descobriu uma estatística impressionante: em junho de 2010, as In App Purchases geraram uma média de US$14,66/usuário por ano. Em janeiro, o registro era de US$9/usuário por ano, enquanto em períodos anteriores chegou a ser menor que US$2/usuário por ano.

O crescimento tem sido, pra dizer o mínimo, assustador — um “gêiser de dinheiro”, segundo Simon Khalef, chefe executivo da Flurry. A tendência é que ele diminua com o tempo, mas por enquanto o ritmo acompanha o número de iPhones chegando às mãos de novos usuários.

Empresas como a ngmoco:), por exemplo, têm adotado com sucesso o sistema de jogos “freemium” (gratuitos para jogar, mas com lojas que vendem bens virtuais ou modos extras). O sucesso desta fórmula foi tão grande que a desenvolvedora decidiu parar de trabalhar com o sistema tradicional de vendas, o que, como efeito colateral, colocou o genial Rolando na geladeira. A entrada da Zynga no iOS com seu popular FarmVille deverá solidificar ainda mais este modelo de negócios, sem falar que a abertura do Game Center no sistema móvel da Apple poderá trazer o fator viral que tornou vários jogos de redes sociais um sucesso.

In App Purchases não trazem benefícios apenas para os desenvolvedores: devemos lembrar que, assim como nas vendas de apps, 30% da pecúnia que circula para a compra de itens em apps vai para os cofres da Maçã. Seria interessante ver o quanto isso representa em termos de lucros globais para a Apple, algo que poderá ser destacado na divulgação de resultados do trimestres, na próxima terça-feira, 20 de julho. Por ora, já podemos imaginar que muitos desenvolvedores estão lavando a burra. 😉

[via TUAW]

Posts relacionados

Comentários