iSuppli reformula suas previsões para o iPad; compara seu sucesso ao do boneco Elmo

Caixas de iPads

Por conta de indícios de que a Apple estaria acelerando a produção de iPads (uma produção exacerbada de painéis de LCD e memória NAND flash), a iSuppli decidiu reformular sua previsão de vendas para 2010, elevando seus números de 7,1 milhões para 12,9 milhões de unidades comercializadas — das quais 3,27 milhões foram vendidos só neste trimestre.

O sucesso do gadget, segundo a empresa de pesquisas, fará dele o “Tickle Me Elmo de 2010” — referência a um brinquedo cuja elevadíssima demanda gerou (literalmente) violência entre compradores.

Caixas de iPads

“A iSuppli acredita que a única limitação para as vendas de iPads será a sua produção — e não a demanda”, disse Rhoda Alexander, diretor de pesquisas e monitoramento da iSuppli. “A Apple adotou uma abordagem muito controlada para a introdução deste produto em novos mercados, provavelmente com as limitações de fabricação sendo os maiores inibidores da velocidade de expansão das vendas do iPad.”

Prevê-se que a tablet da Apple seja renovada em abril de 2011 (óóóóó!), com a adição de uma câmera e a expansão da linha de produtos, introduzindo novos tamanhos de tela (algo comentado pelo DigiTimes, mas que eu acho improvável). Adicionalmente, o iPad deverá manter o domínio absoluto (84%) do mercado de tablets pelo menos até 2012 — especialmente se levarmos em conta que muito concorrentes concebidos na época em que o iPad ainda era um rumor tiveram que ser reformulados por conta do preço mínimo de US$500, pois à época acreditava-se que ele fosse custar algo perto de US$1.000.

Hardware não há de ser um problema muito grande para os concorrentes da Apple neste setor, especula a iSuppli. O software, contudo, provar-se-á um desafio, assim como ocorreu com o iPhone, que precisou esperar alguns anos até ter concorrentes à altura.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários