ARM apresenta planos ambiciosos para evolução de processadores usados em handsets

Chip Apple A4

Enquanto a Intel já garantiu sua superioridade tecnológica no mercado de processadores para PCs com processos de fabricação cada vez mais avançados, a ARM agora pretende fazer o mesmo no setor de componentes para handsets e smartphones. Um acordo fechado ontem com a TSMC promete oferecer processadores ainda mais avançados para uso em dispositivos móveis no futuro, com uma meta a longo prazo para a pesquisa e desenvolvimento de um processo de fabricação de 20 nanômetros.

Chip Apple A4

Para colocar em perspectiva o quão ambicioso é o objetivo final deste projeto, basta lembrar que o plano mais avançado posto em prática pela Intel no mundo de PCs é oferecer processadores de 22 nanômetros a partir de 2011. Com isso, espera-se que os processadores para smartphones, tablets e outros aparelhos evoluam de forma ainda mais rápida em poder computacional, possibilitando a realização de tarefas mais complexas e uma potencial redução em consumo de energia, caso se popularizem com múltiplos núcleos (o que não é esperado no momento).

Considerando que a Apple licencia tecnologias da ARM, é provável que ela seja uma das empresas que deverá tirar proveito dos novos planos de evolução para essa arquitetura de processadores, empregando hardware ainda mais poderoso na produção de iPhones, iPods touch e iPads. O acordo da empresa britânica com a TSMC também promete atingir alguns dos objetivos pretendidos a partir do ano que vem, mas a oferta de processadores ainda depende de outras empresas que licenciam sua tecnologia.

[via Gizmodo]

Posts relacionados

Comentários