Khronos Group apresenta OpenGL 4.1, cada vez melhor e mais eficiente

A evolução das especificações OpenGL está tornando a plataforma Mac cada vez mais amigável a jogos de ponta, e o lançamento de hoje certamente traz avanços que há alguns anos seriam inimagináveis. O Khronos Group liberou a versão 4.1 da OpenGL com uma série de novidades, incluindo maior integração com OpenCL e com OpenGL|ES 2.0, que facilitará a adaptação de conteúdos do desktop para plataformas móveis.

Esta é a sexta atualização em dois anos (a última foi há cinco meses), e ela mantém retrocompatibilidade total com versões anteriores, de forma a permitir uma transição suave para os desenvolvedores. Algumas das principais novidades, além das citadas acima, são:

  • Habilidade de requerer e carregar um binário para objetos de programa shader, de forma a economizar no tempo de recompilação;
  • Poder atrelar programas a estágios programáveis individualmente e ter múltiplas saídas para renderização de superfícies, permitindo maior flexibilidade;
  • Entradas de 64 bits em shaders de vértices componentes de pontos flutuantes, para obter-se alta precisão geométrica;
  • Recursos para aumentar a robustez, por exemplo, ao executar aplicações WebGL;
  • Mecanismos de chamadas para receber mensagens de aviso e de erro aprimoradas.

“O Khronos Group vem metodicamente construindo sua visão de acesso pervasivo dos desenvolvedores a gráficos independentemente de plataforma. A evolução rápida e continuada da OpenGL adiciona a inovação em gráficos de ponta a essa estratégia”, disse o Dr. Jon Peddie, fundador e diretor da John Peddie Research. “Tão significativo quanto a nova funcionalidade 3D da OpenGL 4.1 são os elos cada vez mais estreitos com a OpenCL e a OpenGL|ES 2.0 — outro passo importante no fortalecimento do ecossistema de APIs do Khronos Group.”

Representantes da NVIDIA e da AMD declaram total apoio à iniciativa, vendo com bons olhos o ritmo de evolução que vem sendo impresso pelas atualizações constantes destas especificações. Enquanto isso, o abismo que separava as especificações OpenGL do DirectX 11 vai diminuindo e o futuro dos jogos e das aplicações gráficas avançadas se torna mais e mais promissor na plataforma da Apple.

Posts relacionados

Comentários