Apple destrona Dell em intenções de compra de estudantes universitários

Computadores possuídos por alunos de universidades; Student Monitor

Os números apresentados por Trip Chowdhri, apontando que 70% dos calouros estavam entrando em universidades com Macs, causaram um certo espanto no pessoal da Fortune Tech, o que os levou a investigar o caso com dados colhidos pela firma de pesquisas Student Monitor.

O resultado foi bem distante dos número assombroso apresentado por Chowdhri, mas ainda assim promete dar dores de cabeça em gigantes da indústria de PCs:

Computadores possuídos por alunos de universidades; Student Monitor

Dos 1.200 entrevistados, 83% têm um laptop, 24% têm um desktop e 15% têm ambos. Dos donos de portáteis, 27% possuem algum modelo de MacBook, entquanto 24% têm um Dell — a HP figura como um distante terceiro lugar, com 15%. Entre os donos de desktops, porém, Dell e HP juntas somaram 45% de market share, enquanto a Apple teve apenas 14%.

Como se não bastassem o número de donos de MacBooks para ratificar o sucesso da Maçã no ensino superior, a coisa piora muito pro lado da Dell quando o assunto é “intenção de compra”:

Intenção de compra por alunos de universidades; Student Monitor

Dos entrevistados, 14% afirmaram pretender comprar um computador nos próximos 12 meses, e 87% destes afirmaram desejar um laptop. Outrora a campeã absoluta nas universidades, a Dell praticamente trocou de lugar com a Apple nos últimos cinco anos. Atualmente, a Maçã detém 47% das pretensões de aquisição de um notebook, enquanto Dell e HP juntas têm quase metade disso (12% e 11%, respectivamente).

Eu tenho meus palpites para explicar esses resultados da pesquisa: nos últimos anos, a linha de notebooks da Apple se tornou melhor em vários aspectos que não têm concorrência, como o design unibody, o uso de placas gráficas decentes e, um detalhe importantíssimo, os melhores trackpads do mercado. Levando em consideração que, nos Estados Unidos, um Mac não sai tão mais caro que um PC equivalente, só mesmo pessoas que desejam máquinas portáteis realmente no extremo low end ou quem deseja recursos não suportados pela Apple (Blu-ray, porta HDMI) conseguem ver motivos para não comprar um MacBook.

Posts relacionados

Comentários