História cíclica: o que aconteceu com smartphones vai se repetir com tablets?

Smartphones topo de linha em 2007

Adoro ler os posts que Marco Arment escreve em seu blog, mas ontem o cara se superou: ele teve a sensibilidade de mostrar como as pessoas se tornaram previsíveis e repetitivas, colocando em sequência a história dos smartphones e dos computadores de pequeno porte.

Publicidade

Olhe para os smartphones topo de linha em 2007, olhe para o que a Apple lançou e leia o trecho abaixo:

Smartphones topo de linha em 2007

Fãs dos modelos antigos de smartphone e boa parte da imprensa de tecnologia declararam que [o iPhone] era inútil e sem capacidade o bastante, por conta da falta de um teclado [físico], sua bateria não-removível, sua falta de portas e slots de expansão, além de outras características de hardware em que a Apple escolheu diferentemente do que a maioria dos outros fabricantes estava fazendo.

Publicidade

O resultado é que os smartphones topo de linha, hoje, são assim:

Smartphones topo de linha em 2007

Agora vem a genialidade do artigo do Marco: o que aconteceu com o mercado de netbooks? Eles eram assim…

Publicidade

Netbooks

…e a Apple fez o iPad.

Fãs de netbooks e boa parte da imprensa de tecnologia declaram que este computador subcompacto e barato era inútil ou sem capacidade o bastante, por conta da falta de um teclado [físico], sua bateria não-removível, sua falta de portas e slots de expansão, além de outras características de hardware em que a Apple escolheu diferentemente do que a maioria dos outros fabricantes estava fazendo.

Agora todos os fabricantes de computadores estão se virando para fazer exatamente a mesma coisa que a Apple — mas, até agora, não conseguiram nada que preste. Quem sabe em três anos eles consigam: em vez de comprar um iPad em 2010, eu vou poder procurar por uma tablet com Android/Chrome OS em 2013.

Publicidade

Claro, há contrapontos: Dave Whiner Winer, por exemplo, escreveu um artigo declarando que o problema do iPad é outro. Deixa eu resumir em uma sentença: “Falta Flash, eu quero instalar o que eu quiser no meu gadget, alguns sites não funcionam, a tela LCD é ruim de ler.” Eu já ouvi isso em algum lugar? Inacreditável como as queixas continuam as mesmas, mas parece que as pessoas simplesmente não dão a mínima, elas continuam comprando iPhones, iPads e iPods touch. Acredito que isso acontece por dois motivos: 1. esses “defeitos” são na verdade os pontos de venda dos produtos, e 2. a concorrência é inepta.

Existe algum smartphone ou tablet com tela IPS (não vou falar Retina porque é covardia), dez horas de autonomia, conectividade sem fio, apps, design fino, feito com materiais de qualidade e leves, sistema operacional estável, que rode Flash, permita instalação de qualquer coisa e exiba a web exatamente como num desktop?

(Vaporware definitivamente não conta e “iPhone/iPad jailbroken” também não serve de resposta, já que eles são feitos e vendidos pela mesma Apple — quem acha que está “protestando”, está na verdade enchendo os bolsos do Jobs.)

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…