Quer transformar seu iPad num dos velhos “PCs conversíveis”? There’s a case for that.

Case com teclado Bluetooth para iPad

Velhos hábitos custam a morrer: a tecnologia que a Apple empregou no iOS para criar um teclado virtual nas telas de seus gadgets é excelente, mas ainda tem gente que se recusa a aceitá-la. Há quem goste de sistemas alternativos, como o Swipe (basta deslizar os dedos pelas letras), ou quem curta a magia de apps como o Dragon Dictation (você fala e ele escreve), mas até aí tudo bem. Só uma coisa eu não consigo entender: a obsessão (quase insana) por teclados físicos.

Case com teclado Bluetooth para iPadO iPad, por exemplo, tem um acessório oficial que resolve isso: uma base horrorosa e difícil de transportar com um Apple Keyboard grudado nela. Também é possível usar um acessório Bluetooth, mas aí você perde a versatilidade de um stand e reduz a autonomia da tablet. Chegou a ser feito um mockup de casamento entre iPad e teclado, mas ele não passou de um sonho.

Não mais: a GearZap vende no Reino Unido a BL-BKB76 (esgotada, por ora), uma case que serve de stand e tem um teclado Bluetooth anexo. Em suma, por apenas 60 libras esterlinas seu iPad vira um “PC conversível”.

O teclado silencioso, à prova de pó e resistente a líquidos tem uma bateria interna que pode passar até 100 dias em stand by ou oferecer 45 horas de trabalho ininterrupto, podendo ser recarregada usando os cabos de 30 pinos da Apple. O acessório ainda conta com um timer que o desliga automaticamente após dez minutos de inatividade e um botão dedicado a emparelhamento rápido com o iPad. O exterior da case é trabalhado em couro e conta com um fecho magnético que a mantém seguramente fechada. Por contar com um sistema de comunicação sem fio, o produto teve que passar pela FCC antes de ser comercializado nos Estados Unidos pela Shenzhen Paoluy Silicone Technology, tendo sido nesse processo que sua existência veio à tona para a mídia de lá.

Case com teclado Bluetooth para iPad

Ok, mas aí eu pergunto: pra que isso? “Escrever numa tela é ruim, as teclas físicas são muito melhores, o iPad é ruim pra digitar um email longo…”, existem inúmeras explicações, mas eu não acho que nenhuma delas justifique um produto desses. Usar bem um teclado virtual é como sair de um QWERTY pra um Dvorak simplificado: questão de costume, hábito. Concordo que um iPad, apesar de já ser bem melhor que um iPhone/iPod touch, não é a ferramenta ideal para digitadores profissionais — mas aí é questão de perguntar o que um digitador profissional quer comprando um iPad, em vez de um computador com teclado de verdade.

Case com teclado Bluetooth para iPadTalvez seja essa a pergunta fundamental: se é pra ter um teclado físico, por que não apelar pra um netbook? Ah, lembrei! É porque netbooks são umas bombas, tanto que as pessoas preferem desfigurar um iPad, aumentando-lhe o peso, o volume e diminuindo a autonomia, a ter que usar um computador ruim em tudo. Notou que esta case está esgotada, no Reino Unido? 😉

Eu, particularmente, não optaria nem por um, nem por outro. Se é pra ter um iPad, eu prefiro usá-lo como tablet; se minhas necessidades pedem um teclado físico, eu fico com os MacBooks, mesmo. Melhor que comprar um camelo e ficar reclamando por ele não ser um cavalo. 😛

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários