Patenteie para travar: lentes acessórias, túnel espiral de músicas, widgets na nuvem e mais

Patente de lente acoplável a gadgets

Numa série de documentos registrados pela Apple nesta semana, são detalhadas invenções que cobrem desde um sistema de lentes para gadgets portáteis, até um sistema de votação para músicas em festas, passando por uma técnica para aprimorar a exibição de imagens em TVs.

Publicidade

Vamos aos inventos!

Patente de lente acoplável a gadgets

Publicidade

Os links abaixo são para o Patently Apple, a não ser quando disposto em contrário.

  • Sistema de lentes acopláveis com o uso de clipes e ímãs: o invento cobre o uso de lentes de zoom acopláveis a gadgets mediante o uso de uma série de métodos, incluindo o emprego de arranjos especiais de ímãs para travar o acessório em uma determinada posição ou até para impedir o uso com mais de um gadget, prevenindo o uso destas lentes em caso de roubo. Tal sistema de acomplamento poderia ser expandido para alto-falantes ou microfones, expandindo as possibilidades de complementar os gadgets da Maçã. Sem dúvidas este sistema é mais elegante que usar supercola e uma case de sacrifício.
  • Um Dashboard na nuvem (AppleInsider): este invento descreve como miniaplicações podem ser sincronizadas a um servidor e usadas em diversos ambientes, incluindo PCs, Macs e aparelhos portáteis, de forma a simplificar e dinamizar o fluxo de trabalho. Além de sincronizar o estado de widgets, tal sistema poderia permitir também interações colaborativas entre vários usuários, sendo dado como exemplo um aplicativo de organização de festas no qual vários convidados poderiam confirmar presença e até informar comidas que levariam.

Patente de interface espiral para iOS e iTunes

  • Interfaces alternativas para bibliotecas de músicas: numa forma de renovar a forma como olhamos para nossas músicas, este documento descreve sistemas de exibição que não lembram em nada o visual “planilha eletrônica” usado no iTunes ou as listas em iPods e iPhones. Três sistemas alternativos são descritos, um dos quais está ilustrado acima. Este sistema de espirais poderia mostrar diversos níveis de organização, indo de gêneros a artistas e álbuns navegáveis através de movimentos circulares contínuos (numa Click Wheel imaginária, talvez?). Outras formas de representar uma biblioteca incluiriam uma hélice simples vista pela lateral ou até um mapa, no qual músicas seriam divididas em estados-gêneros formados por conjuntos de álbuns. Eu acredito que esta última aplicação poderia ser interessante, já que cada usuário de uma rede social como a Ping poderia ser um “país” e navegar pelas preferências musicais de seus amigos usaria uma interface como a do aplicativo Mapas (Maps).
  • Sistema de votação para festas: atualmente o iTunes DJ oferece a possibilidade de visitantes usarem o app Remote para votar em músicas ou pedir faixas específicas e, assim, otimizar o clima musical de um evento. Este invento, porém, apresenta um diferencial interessante, que é a possibilidade de um voto ter um peso maior se o aparelho usado detectar que a pessoa está em movimento, mais especificamente dançando para votar positivamente, ou parada para lançar uma opinião negativa.
  • Modos alternativos para exibição de conteúdo em displays: aqui a Maçã descreve dois métodos de operação para uma TV LCD, plasma, OLED ou quaisquer outros tipos de displays exibirem conteúdos de naturezas distintas. Um dos métodos, chamado de “modo CPU”, seria otimizado para exibir imagens pouco variáveis, enquanto um “modo streaming” usaria recursos de forma melhor quando o conteúdo entre um frame e outro variar frequentemente. Apesar de este invento mencionar televisores, suas aplicações podem ser destinadas a quaisquer equipamentos da Maçã dotados de uma tela. Numa outra patente, a Apple prevê uma forma de ajustar a gama de cada canal cromático de uma tela.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…