Como criar seu primeiro projeto para iOS/iPhone

Ícone do Xcode

por Gabriel Rinaldi

Antes de começar a falar sobre o tema de hoje, gostaria de responder a algumas perguntas que me fizeram sobre o outro post.

Como testar um app no dispositivo se só é possível instalar via App Store?
Na verdade você pode testar no iPhone Simulator (de graça) antes conforme foi falado no post anterior, e se pagar pela licença de desenvolvedor você pode instalar no seu iPad/iPhone/iPod touch também, via ad hoc.

Ícone do XcodePreciso de um Mac para desenvolver?
Sim, o Xcode só roda no Mac OS X 10.6 Snow Leopard, o que limita seu uso a um computador mais recente. Um MacBook branquinho dá conta do recado, se você só quiser brincar, e custa algo em torno de R$3.000 (novo).

Quais são as fontes para quem quer começar a programar?
Livros: The iPhone Developer’s Cookbook e iPhone App Development: The Missing Manual. Sites: iOS Dev Center, Dr. Touch, Mobile Orchard e Stack Overflow.

Estes são só alguns; se você procurar no Google, verá que o número é bem grande. O site da Apple tem muita coisa para quem está começando, incluindo inúmeros aplicativos de exemplo. Outro ponto que esqueci de falar naquela oportunidade e o Felipe Cypriano levantou é que, para acessar os fóruns da Apple, é preciso ter uma conta paga.

· · ·

Agora vamos ao que interessa, ou seja, como criar nosso primeiro projeto para iPhone. Abra o Xcode, e escolha “Create a new Xcode project”:

Programando para iOS no Xcode

Depois você verá uma caixa como a abaixo e, dentro de iOS application, terá as seguintes opções:

  • Navigation-based Application: inicia um aplicativo com um UINavigationController, algo como as configurações do seu iPhone onde você tem uma tabela e, quando clica nela, abrem-se os detalhes daquele item numa tela “ao lado”.
  • OpenGL|ES Application: cria um aplicativo pronto para você escrever uma aplicação em OpenGL.
  • Split View-based Application: apenas para iPad, esta opção gera algo como as configurações da tablet, onde você tem uma tabela ou menu do lado esquerdo e os detalhes do lado direito.
  • Tab Bar Application: como o aplicativo do iPod, esta opção permite você ter uma barra embaixo para troca de telas.
  • Utility Application: este se parece com o Weather (aplicativo de previsão do tempo) do iPhone, que, quando clicado, gira e mostra outra tela.
  • View-based Application: quase o mais simples de todos, este cria um aplicativo com uma tela apenas.
  • Window-based Application: cria um aplicativo cru, sem absolutamente nada.

Eu gosto de sempre começar meus aplicativos pelo Window-based, pois prefiro criar tudo do meu jeito e saber como cada coisa está acontecendo no aplicativo. Mas muitas vezes é ótimo iniciar com algo já semipronto ou pegar dicas de como se faz alguma coisa.

Ali você encontra as opções de Core Data (framework para SQLite) e iPad/Universal — que não vamos ver agora. Para nosso primeiro projeto, vamos escolher Utility-based Application. Dê o nome do projeto de “Guess” e escolha onde você quer salvá-lo. Pronto, seu primeiro projeto já está criado, agora vamos dar vida a ele.

Verifique se o Simulator está selecionado e clique em “Build and Run”. Neste processo, o Xcode compila os arquivos necessários e roda o aplicativo no iPhone Simulator que vem junto com ele. Por enquanto é um app simples, e apenas “gira” a tela quando você clica no botão com um “i”.

Programando para iOS no Xcode

Vamos entender um pouco do que foi criado para nós:

  • Main View: a visão principal do aplicativo, isto é, a tela que aparece quando você abre o aplicativo. Repare que dentro dessa pasta há dois arquivos, um com extensão .h e outro com extensão .m. O primeiro tem as propriedades da classe, como variáves de classe e funções da classe; o segundo contém o código propriamente dito.
  • Flipside View: a outra tela, que aparece quando você toca no “i”.
  • Application Delegate: aqui é onde é configurado o aplicativo. Coisas como o que o app deve fazer quando abre, customizações de interface geral ou códigos compartilhados.
  • Other Sources: nós encontramos dois arquivos aqui, um .pch — que contém o prefixo de todos arquivos, ou seja, tudo que colocar aqui estará em todos os arquivos do projeto; este arquivo geralmente carrega frameworks gerais e definições — e outro que é o ponto de entrada, o que dispara o aplicativo. Raramente você vai mexer nele, ou seja, por enquanto fique longe. 🙂
  • Resources: aqui estão os arquivos de interface (.xib) que são relativos às duas Views de que falamos anteriormente e à MainWindow, que é como o Application Delegate — ela tem a janela principal do aplicativo e é nela que configuramos a estrutura básica do aplicativo.
  • Frameworks: as bibliotecas de código que o aplicativo usa.
  • Products: o aplicativo em si. 😉

Programando para iOS no Xcode

Esta estrutura não é um padrão, ou seja, ela varia de app para app. Mas o importante aqui é apenas mostrar quais as partes do aplicativo e o que cada uma faz. Futuramente vamos no aprofundar mais e falar sobre todas individualmente.

Por enquanto, é isso; no próximo post, vamos montar a interface do aplicativo. Fica uma lição de casa: se você abrir os arquivos .xib das Views (FlipsideView.xib e MainView.xib), é possível arrastar algumas Labels e customizá-las (texto, posição, cor…) e, ao salvar e clicar em “Build and Run” de novo, você verá as alterações no aplicativo.

Brinque um pouco e veja as diferentes “peças” que a Apple disponibiliza para você! 😀

Posts relacionados

Comentários