Nokia ataca Apple deslavadamente em evento, provando que ainda está disposta a brigar

Nokia contra Apple

Nokia contra AppleOra, ora, ora… Quem é vivo sempre aparece, e a Nokia decidiu aparecer colocando um abacaxi na cabeça e rosnando em alto e bom som. Durante a conferência Nokia World que ocorre nesta semana em Londres (Reino Unido), o vice-presidente executivo da fabricante de celulares finlandesa, Niklas Savander, não poupou palavras ao falar do mercado de smartphones.

“Sim, a Nokia está passando por uma transição desafiadora, e temos muito trabalho a fazer. Mas já criamos a base do sucesso. Não vamos pedir desculpas por não sermos a Apple, ou o Google, ou a Samsung ou qualquer outra empresa. Somos a Nokia! Somos únicos”, disse o executivo. Yeah! Enfim, alguém com sangue nas veias.

“No último trimestre, pessoas compraram muito mais smartphones da Nokia que os da Apple e os Androids somados. Em média, as pessoas compram 260 mil smartphones Nokia todo dia. Isso são 260 mil novos smartphones — não acrescemos atualizações ou vendas de tocadores de música e computadores a esse número.” Ouch! Bem na testa da Apple.

Logo da Nokia

Só que não parou por aí: Savander ainda criticou a postura de trabalhar com um único modelo de telefone e mencionou, ainda, o quanto aparelhos da Nokia “funcionam entra dia, sai dia, não importa como você os segure”. Para finalizar, ele exibiu uma fala de Scott Forstall dizendo que o “FaceTime is all about connecting people [o slogan da Nokia] e afirmou: “Isso ainda me faz rir. Para a Nokia, isso é mais que um bordão bonitinho. É uma paixão.”

Por fim, Savander reforçou que o evento do dia ia girar em torno de apenas três palavras: detonar a concorrência a Nokia voltou. Cá pra nós, será que ela voltou para ser relevante? Pelo menos a companhia está pronta pra briga, falta só as atitudes fazerem honra às palavras e algum aparelho dela conseguir seduzir os consumidores.

Infelizmente, eu olho pra estas imagens que o Engadget fez do E7 do lado de um iPhone 4 e acho que ainda não vai ser agora que a marca “Nokia” vai deixar de ser associada a celulares grandes demais, feios e complicados de usar, com um sistema operacional defasado. E nem baratos são. 😛

Enquanto isso, os processos entre a finlandesa e a Maçã estão na geladeira — talvez por isso a briga esteja agora ocorrendo nos palcos.

[via Macworld UK]

Posts relacionados

Comentários