Barclays Capital: FaceTime terá uma rede de 150 milhões de usuários até 2012

Logo do Barclays

Ben Reitzes, da Barclays Capital, aumentou seu preço-alvo para a NASDAQ:AAPL de US$340 para US$385 — um crescimento de 13% —, destacando seus “prospectos de crescimento de dois dígitos por muito anos ainda”. Uma das razões para seu entusiasmo é o FaceTime, que o analista prevê eventualmente estar disponível em todos os gadgets da Maçã — é nada, jura?

iPods touch de frente, com FaceTime

Segundo suas contas, o analista acredita que em 2011 serão vendidos 40 milhões de iPhones, 15 milhões de iPods e 8 milhões de iPads, todos compatíveis com o sistema de vídeo-chamadas da Apple. “É um bom começo para criar um efeito poderoso de conectividade”, Reitzes disse. “Vemos [no ano fiscal de 2012] esse valor saltar para uma base instalada de mais de 150 milhões de aparelhos compatíveis com o FaceTime, o que pode se mostrar conservador se ele estiver presente em todos os iPads e Macs.”

Isso tudo, portanto, desconsiderando o potencial que o FaceTime tem como padrão aberto, que pode ser adotado em produtos além dos da Apple. Será que Google, Microsoft e seus parceiros vão se negar a adotar o sistema de vídeo-chamada da Maçã e tentar lançar um próprio, ou vão concretizar os pesadelos de todas as operadoras do mundo e estabelecer a era do VoIP de um toque? A esta altura da disputa de mercado, uma decisão desse tipo vai ser decisiva: um passo em falso e todo mundo sai perdendo.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários