Rapidinhas do MM: Índia e iPhone CDMA, ícones para a App Store, Zuckerberg vs. Jobs e mais

Bandeira da Índia num iPhone

Periodicamente, reunimos nas Rapidinhas do MM tópicos sucintos com assuntos menos relevantes, que não achamos significantes o suficiente para virarem artigos completos por aqui, mas que podem interessar a muitos de vocês.

Eis a nossa seleção de hoje. 😉

Bandeira da Índia num iPhone

  • Operadoras indianas podem estar de olho no iPhone CDMA (WSJ.com): vindo da mesma publicação que reacendeu os rumores sobre um iPhone com sistema de telefonia celular alternativo, esta história de que a Apple e a Tata Teleservices, operadora indiana, estariam há meses negociando a venda de um aparelho CDMA é no mínimo suspeita. Além desta, a Reliance Communications também teria forte interesse em vender o novo aparelho, o que daria acesso a mais de 100 milhões de novos clientes (irrealisticamente) potenciais para a Maçã só na terra de Ghandi. Só tem um pequeno problema, nisso tudo, que é o fato de 42% da população da Índia viver em condições de miséria, de forma que a Nokia domina o mercado de celulares local — praticamente todo low-end.
  • T-Mobile perde exclusividade do iPhone na Alemanha (9 to 5 Mac): menos uma parceria exclusiva entre Apple e operadoras — algo mais que saudável, num mercado que está sendo tomado pelo Android (que está em todas as operadoras de todo canto) e que vem sendo invadido pelo Windows Phone 7 (bancado pelos cofres da Microsoft). Fica faltando, porém, a fronteira final dos mercados exclusivos — os US of A.
  • A importância de um belo ícone na App Store (Max Rudberg): se você é um desenvolvedor que se recusa a investir no trabalho de um bom designer ou, por impossibilidade financeira, precisa ser seu próprio departamento de arte, as dicas deste post podem fazer a diferença. Parece superficial para quem ouve, mas um ícone bem-feito e bonito é a primeira impressão que fica nos seus futuros clientes quando eles estão procurado por algo na App Store. Na dúvida, ouça a nossa Larissa Herbst. 😉
  • Trent Reznor não vê comparação entre Mark Zuckerberg e Steve Jobs (CNET News): o músico responsável pela trilha sonora de The Social Network (também conhecido como O Filme do Facebook) disse em uma entrevista à Drowned In Sound que não concorda “quando a mídia põe Zuckerberg num pedestal de gênio e menciona-lhe o nome junto com o de Steve Jobs”. Acho que podemos ratificar isso, já que um criou um site onde as pessoas perdem tempo azucrinando umas às outras, enquanto o outro mudou o mundo da computação três vezes em 30 anos. A diferença é sutil, mas dá pra perceber.
  • Apple G4 Cube transformado em uma caixa de lenços de papel (Instructables): e a computação fecha um ciclo, em apenas quatro passos simples. Um dia, usado para ver pr0n; no outro dia, armazenando lenços de papel. Se ao menos ele pudesse ter as duas funções simultaneamente… Sempre que alguém olha pra imagem abaixo, Steve Jobs sente um calafrio na espinha.

Caixa de lenços de papel feita com Cube G4

  • iPad enviado para aprovação governamental na Coreia do Sul (Yahoo! News): aqui no Brasil a Anatel já abençoou a tablet da Apple [1, 2], mas na Coreia do Sul as coisas estão demorando um pouco mais pra acontecer. Só agora a Apple fez o requerimento de aprovação pela Korea Communications Commission, que deverá dar um parecer em cinco dias. Mesmo assim, as vendas só deverão começar no fim de novembro — talvez junto com a disponibilidade do iOS 4.2. Será que a Samsung está tranquila?
  • Parlamento dinamarquês se equipa com iPhones até os dentes (TUAW): quase 1.200 iPhones 3GS de 16GB serão distribuídos entre parlamentares e equipe de administradores do Folketing, ocasionando um gasto de dinheiro público ainda não calculado, mas já o bastante para o povo de lá se perguntar que safadeza oculta é essa. Já pensou, se essa moda pega e querem fazer o mesmo no Congresso Nacional?

Posts relacionados

Comentários