CEO da Intel reconhece sucesso do iPad, mas quer dominar o mercado de tablets

Planos da Intel para tablets

Enquanto por um lado a Intel poderá se tornar em breve a fornecedora das basebands de iPhones, por outro ela reconhece o sucesso estrondoso do iPad e não está satisfeita com a sua posição atual no segmento. Ainda assim, a fabricante anunciou ontem que fechou seu último trimestre fiscal com US$11 bilhões em receita, um novo recorde para ela.

Publicidade

Falando durante a conferência de divulgação dos resultados da Intel, o CEO Paul Otellini afirmou que o iPad de fato pode estar prejudicando as vendas de PCs (possível e mais provavelmente, netbooks/notebooks), mas garantiu que “usará de todos os recursos à sua disposição para ganhar nesse segmento”.

Planos da Intel para tablets

Publicidade

“Eu sei que a grande pergunta na cabeça de todos é como a Intel responderá às novas categorias de computação onde ela não tem hoje presença nenhuma, especificamente tablets”, disse Otellini. “Nós achamos que tablets são empolgantes e as recebemos de braços abertos. A Apple fez um ótimo trabalho reinventando a categoria. Ela vai impactar as vendas de PCs? Com certeza, de certa forma ela certamente vai.”

A estratégia inicial da Intel para o segmento pode ser conferida no slide acima: trata-se da Oak Trail, uma nova linha de processadores Atom de baixo consumo energético que em breve deverá equipar tablets, smartphones e PCs ultraportáteis. A plataforma será bem flexível, suportando os sistemas operacionais Windows, MeeGo e Android, bem como tem tudo para oferecer preços bastante atrativos.

A grande questão é que a Oak Trail só deverá entrar em produção a partir de 2011, ou seja, até lá a Intel terá mesmo que assistir de camarote ao avanço da Apple e de outras concorrentes. Ainda assim, não estamos falando de qualquer empresa; a batalha será boa.

Publicidade

[via CNET News]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…