Matemágica jurídica: Apple poderá ter que pagar até perto de US$1,9 bilhão à Mirror Worlds

Martelo de juiz

Ao consultar um advogado especialista em patentes, o Patently Apple apurou que as indenizações que a Maçã deverá pagar à Mirror Worlds pela infração de três patentes relacionadas à exibição de arquivos pode ir de US$208,5 milhões a quase US$1,9 bilhão. Ou seja, vai desde “ai!” até “valhameNossaSenhora!!”

Publicidade

Martelo de juiz

Isso acontece porque o júri decidiu pela “violação intencional” das patentes, o que incorre em indenização triplicada. Dependendo de como você fizer as contas, as indenizações poderão ser triplicadas por causa de infração com má fé da Apple. Daí, temos quatro possíveis desfechos:

  • US$208,5 milhões, pela infração das três patentes sem má fé;
  • US$625,5 milhões (208,5 triplicados), pela infração das três patentes com má fé;
  • US$625,5 milhões no total, pela infração de cada uma das três patentes sem má fé;
  • ou quase US$1,9 bilhão (625,5 triplicados) no total, pela infração de cada uma das três patentes com má fé.

Isso vai depender da decisão final, em novembro, quando a Apple poderá comprovar a infração sem má fé e conseguir ou invalidar as patentes, ou unificar a indenização por elas.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…