Intel e Microsoft parecem desdenhar o iPad e outras tablets, mas devem mesmo é estar inseguras

Wintel Inside!

Um interessante artigo da CNET News resume com poucas palavras a atitude de Microsoft e Intel a respeito do iPad: “Aquelas tais tablets? Claro, nós vamos falar disso já, já.” Será uma postura sábia? Olhando pra uma foto do mercado de hoje, pode parecer, afinal de contas as tablets são só uma pequeníssima fração do mercado de PCs.

Publicidade

Wintel Inside!Mas será que as coisas vão permanecer assim por muito tempo, dado o crescimento nas vendas desse segmento? A linhas dos gráficos indicam que não, e pode ser que o consórcio Wintel saiba bem disso. Na opinião de John Gruber, do Daring Fireball, a postura quase blasé das duas companhias na verdade é uma defesa para a posição desconfortável na qual elas se encontram. Afinal de contas, não há ainda nenhuma tablet que rode Windows ou derivados dele, muito menos usando um processador Intel.

Apesar de promessas, promessas e mais promessas, algumas quase com tom de bravata, esse cenário não vai mudar muito no ano que vem — talvez (talvez) haja algum produto Wintel em 2012, mas dada a “rapidez” da Microsoft para responder ao iPhone, talvez 2015 seja uma aposta mais segura. Enquanto isso, o iPad é a única tablet verdadeiramente usável no mercado*, e modelos baseados no Android, apesar de “existirem”, ainda precisam amadurecer bastante para oferecer o mesmo tipo de experiência. Não vou nem falar do BlackBerry PlayBook, pois pode ser que ninguém, nem na Research In Motion tenha usado esse gadget até hoje — e, mesmo que ele exista, não usa nada de Wintel.

* Por isso, vale a pena seguir a dica do Macalope e entender “tablets” como sinônimo de “iPad”.

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…