Back to the Mac: Apple revela Mac OS X 10.7 Lion, que chegará ao mercado em 2011

Close no leão do Mac OS X 10.7 Lion

Depois do iLife, a Apple revelou para jornalistas em Cupertino alguns dos recursos que estarão na próxima geração do Mac OS X, com o codinome Lion. A melhor expressão para definir o lançamento é a própria frase que caracterizou o evento de hoje: “Back to the Mac”.

“Mas o que virá de volta para o Mac?” Bom, já que o iOS nasceu do Mac OS X, as melhorias e principais sucessos dele voltarão para onde ele nasceu, beneficiando mais 50 milhões de pessoas ao redor mundo.

Para começar, o Lion suportará gestos multi-touch em todos os sentidos, mas com ressalvas em relação ao que você já viu no Windows 7, por exemplo. Segundo pesquisas da Apple, interagir diretamente com a tela no desktop não é algo exatamente perfeito e, para solucionar isso, a Maçã aposta na popularização de notebooks (que contam com trackpads multi-touch) e de novos desktops que agora trazem o Magic Mouse ou o Magic Trackpad.

O segundo desafio é trazer o conceito da App Store para o Mac OS X e, assim como no iOS, desenvolvedores venderão conteúdos no mesmo modelo de negócio e será possível adquirir software em um único local, usufruindo de downloads com um clique, além de instalação e atualização automáticas. Mas o verdadeiro benefício dela para usuários de Macs é que todos os softwares adquiridos são autorizados para uso em qualquer computador automaticamente, ou seja, ao autorizar mais de um computador com o seu Apple ID, não é preciso comprar nada novamente.

Ao adquirir apps, não será mais preciso ir atrás deles no diretório de aplicativos ou buscar via Spotlight. Um novo utilitário chamado Launchpad levará ao Mac OS X a simplicidade das telas iniciais do iOS para organização de apps no desktop, incluindo suporte a pastas.

Desenvolvedores também poderão adaptar seus aplicativos para operar de maneira similar aos do iOS, ou seja, permitindo que funcionem em tela cheia e salvem seu estado automaticamente no encerramento. Isso já pode ser constatado nos apps da suíte iLife, lançados hoje.

Para que as coisas não fiquem apenas na integração de recursos do iOS, a Apple também apresentou o projeto de um novo sistema para controle do seu trabalho diário. Denominado Mission Control (imagem acima), ele unirá Dashboard, Exposé e Spaces em um recurso de controle integrado, agrupando automaticamente pilhas de janelas com base nos apps aos quais elas pertencem e oferecendo acesso adicional a widgets a apenas tecla de distância.

De acordo com Steve Jobs, há mais no Lion a ganhar vida, por isso não se trata de um lançamento a curto prazo. O novo Mac OS X deverá chegar ao mercado apenas no terceiro trimestre de 2011 e, enquanto isso, apenas desenvolvedores do Mac Developer Program poderão conhecer o que virá para fins de testes.

[imagens: Engadget]

Posts relacionados

Comentários