AAPL tem um dia ruim por causa de um “erro de digitação” e suspeita de manipulação do mercado

Performance da AAPL em 28 de outubro de 2010

Hoje pela manhã comentamos o relatório 10K enviado pela Apple à SEC, e sua previsão de que as margens de lucro poderiam cair no trimestre de dezembro para algo em torno de 36%, lembra? Pois é. Dada a época do ano, as vendas absurdas de iPods e a presença do iPad para puxar as margens um pouquinho mais para baixo, essa queda em relação aos ~39% do ano e 36,9% do trimestre passado nem é tããão traumática. Até porque a Apple está mais agressiva com preços (nos Estados Unidos; aqui a agressividade é de uma natureza completamente diferente) e isso significa mais vendas e receitas, apesar de acochar um pouco mais as margens.

Só que alguém resolveu digitar essa previsão de lucro às pressas e tascou um “26%” numa manchete, segundo conta o Fortune Tech. Dois minutos antes dessa manchete, porém, alguém teria começado a vender papéis da Apple usando uma fachada para então comprá-los com outra (um tipo de fraude) e, com esse empurrãozinho, provocado uma queda de cinco pontos em menos de um minuto. Estranho, muito estranho… Como depois da queda vem sempre o coice, a CNBC ainda deu à queda das margens de lucro para 36% o status de notícia bombástica, o que certamente não ajudou na performance da NASDAQ:AAPL hoje.

Performance da AAPL em 28 de outubro de 2010

Só que o Financial Alchemist notou um detalhe importante nessa queda toda das margens: a Apple pode estar preparando uma surpresa. Por causa de todo o caso “Antennagate”, a companhia teria separado acréscimos de garantia no valor de US$457 milhões (mais que o dobro do usual, em relação às receitas). Caso os gastos efetivos tivesse, permanecido estáveis, a margem de lucro no trimestre teria saltado de 36,9% para 38,4%.

Esse tipo de estimativa costuma ser superconservadora por parte das empresas, e com a Apple não é diferente. Uma constância nos gastos certamente fará esse tipo de reserva ser bem menor futuramente, o que pode trazer uma agradável surpresa para quem espera por uma margem de 26% no trimestre de dezembro. Ou desagradável, se o sujeito tiver vendido todas as suas AAPLs às pressas.

E, como dá pra ver pelo gráfico acima, depois de uma bela queda ao longo do dia, as ações da Maçã conseguiram recuperar um pouco de força. Espero só que nenhum jornal apareça com manchetes do tipo “ZOMG! Vendas do iPod caem pelo enésimo trimestre seguido!” [é nada!] e algum bot da bolsa de valores comece a vender papéis desesperadamente.

[via asymco]

Posts relacionados

Comentários