Fortune confirma que iPhone chegará à Verizon Wireless no começo de 2011

Logo da Verizon Wireless num iPhone 4

Esta foi a frase que inflamou a mídia nos Estados Unidos: Fortune has confirmed that a Verizon iPhone will be released in early 2011.” Ela aparece num dos primeiros parágrafos de um longo, extenso e detalhado perfil do CEO da Verizon Wireless, Ivan Seidenberg, e praticamente faz todo o resto do texto parecer irrelevante.

Logo da Verizon Wireless num iPhone 4

Só que é apenas impressão: entre as exaltações dos triunfos de Seidenberg, o Fortune Tech conta um pouco da cronologia oficial da relação entre Apple e Verizon ao longo dos anos. Tudo teria começado em 2005, quando a operadora recusou-se a ceder controle sobre o smartphone para a Maçã — tanto que, atualmente, os Androids vendidos pela telecom são quase todos desfigurados por bloatware com sua assinatura.

Em 2007, pouco antes do lançamento do iPhone, Seidenberg foi a Infinite Loop perguntar a Jobs por que a Verizon “ficou na casinha do cachorro”. Só em dezembro daquele ano, porém, as conversas engrenaram novamente: “Nós deixamos algo passar”, teria dito Jobs em resposta a um novo contato de Seidenberg. Por “nós”, entenda “a Verizon, que deixou o melhor smartphone do mundo escapar” e “a Apple, que aceitou amarrar uma âncora chamada AT&T no próprio tornozelo”.

Hoje, finalmente, temos um mundo completamente diferente: porcos voam, iPads são vendidos em lojas da Verizon e tudo parece confluir para a existência de um iPhone que vai, finalmente, ser vendido em mais de uma operadora nos EUA. Segundo Seidenberg, Jobs tem estima pela Verizon e teria até chegado a dizer que algumas decisões tomadas pela telecom seriam as mesmas que a Apple tomaria.

Ouviu isso? É o som de executivos da AT&T chorando de desespero.

[via Silicon Alley Insider]

Posts relacionados

Comentários