Review: Instagram não é ideal pra guardar fotos, mas ótimo para compartilhá-las

Apps dedicados a fotografia são essenciais no iPhone, principalmente para quem quer aproveitar a câmera do novo — será que ainda é novo? — iPhone 4. Como são muito procuradas, essas ferramentas de edição e aplicação de efeitos surgem à exaustão na App Store.

Entre os mais conhecidos (e que costumo recomendar) estão: PictureShow, Hipstamatic, PICtone, QuadCamera e Camera+, que cumprem muito bem a tarefa. Com tantos já instalados, não dei bola quando começaram a comentar sobre o Instagram, afinal, não preciso de mais um app pra fazer o mesmo que os citados acima já fazem.

Então, por que é bom? Acontece que o Instagram não é um app para aplicar efeitos! Quem baixa com essa intenção, acaba voltando para deixar reviews enfurecidos a seu respeito. Ele é, na verdade, um app simples e eficiente para compartilhar fotos.

Como funciona

Você tira uma foto, aplica um filtro e compartilha com outros usuários. O melhor dos filtros é que eles conseguem pegar uma mera captura do dia-a-dia e deixá-la mais interessante para o bem da comunidade, hehe…

Completando a ideia da rede, você pode seguir e ser seguido por seus amigos e/ou pessoas aleatórias, além de integrar o serviço a outras redes, como Twitter, Facebook, Flickr, Tumblr e foursquare. Cada post pode ser comentado e os mais vistos vão parar na aba de populares do próprio app. Há uma ótima seleção de imagens por lá!

Outro ponto positivo do app é a rapidez, tanto para aplicar os filtros como para fazer o upload. O Camera+ e o Hipstamatic, por exemplo, perdem muito tempo no processo de apresentar uma interface animada e cheia de firulas… Não que isso seja ruim, pois eles são lindos, mas acaba atrapalhando quando a gente quer apenas enviar uma foto, de uma forma mais simples, mas com “estilo”.

O que falta nele?

Em primeiro lugar, se você não tem um iPhone ou iPod touch com câmera, pode ser que a brincadeira não seja tão divertida — isso porque, apesar de ser possível importar as fotos do álbum (Photos), não é um processo tão prático para compartilhar eventos cotidianos. Além disso, pelo menos por enquanto, o upload é exclusividade do app para iOS e não é possível enviar imagens via web ou outra plataforma.

Muitos reclamam que o app exige um login e que não é possível editar uma foto sem compartilhá-la, mas acredito que esses dois pontos sejam propositais para atingir o objetivo do app: criar uma rede. Segundo o TechCrunch, o Instagram continuará sendo gratuito e eles pretendem adicionar algumas opções, como novos filtros — via In-App Purchases, para pagar as contas. Quem sabe com isso o serviço possa chegar a outras plataformas e com mais novidades.

Vale lembrar que, depois de compartilhadas, as fotos também são guardadas no álbum e, se você for até as “Configurações” (Settings) do seu gadget, pode encontrar a opção de salvar também a imagem original, sem filtro.

Talvez o que eu mais tenha sentido falta é de alguma página para o usuário mostrar sua timeline de fotos via web. Isso seria decisivo para eu abandonar o Twitpic, por exemplo, mas até o momento, o compartilhamento de fotos gera um link individual para cada imagem — como este.

Foto de exemplo do Instagram

Concluindo:

a) Gostei, quero testar!
Você pode baixar o app gratuitamente na App Store [6,6MB; requer o firmware 3.1.2 ou superior], fazer um login rápido e aproveitar pra me seguir por lá: larissaherbst! Depois deixem seus nomes de usuário nos comentários para outras pessoas te acharem.

b) Não gostei, quero trollar!
Mais um lugar pra ser seguido? Melhor você ficar com as outras opções de edição e compartilhar as fotos que quiser por outros meios, como o Twitpic, Flickr ou tantos outros disponíveis.

c) Gostei, mas sou stalker!
Ignore este post e compre uma samambaia para molhar todos os dias. 🙂

[dica do Roberto Mota Besser]

Posts relacionados

Comentários