Rapidinhas do MM: compartilhando imagens, bugs persistem no iPad, GameSalad gratuito e mais

Timeline do picplz

Periodicamente, reunimos nas Rapidinhas do MM tópicos sucintos com assuntos menos relevantes, que não achamos significantes o suficiente para virarem artigos completos por aqui, mas que podem interessar a muitos de vocês.

Eis a nossa seleção de hoje. 😉

Timeline do picplz

  • Ícone - picplzCompartilhe seus momentos com o picplz: procurando um app de fotografia que aplique efeitos nostálgicos às suas imagens e permita que você as compartilhe facilmente? Ok, então o picplz [gratuito; 4,5MB] pode ser o que você estava procurando. Tecnicamente, ele não oferece nenhum grande diferencial em relação ao Instagram, exceto por ter uma timeline acessível pela web. No fim das contas, pode ser uma questão de preferência — tá difícil apenas saber quem veio primeiro, se foi o Instagram ou o picplz…
  • Instapaper é agora compatível com AirPrint (Instapaper Blog): uma das coisas mais legais da App Store é que, uma vez que você compra um app, quase sempre as atualizações subsequentes vêm de graça. É este o caso da versão 2.3.2 do Instapaper [US$5; 5MB], que traz compatibilidade com o recurso AirPrint, do iOS 4.2, e uma enorme variedade de serviços de compartilhamento de artigos. Correções para bugs também abundam (e, por sinal, a versão 2.3.1 é que trazia as novidades, enquanto a .2 veio apenas corrigir um erro que fazia o app encerrar-se abruptamente em iPads).
  • Alguns iPads continuam com problemas para se conectar a redes Wi-Fi (MacStories): e por falar em bugs na tablet da Maçã… Pelo visto adiar a chegada do iOS 4.2 não foi o suficiente para solucionar um problema de conexão a redes sem fio que certos iPads enfrentam. Os erros descritos em fóruns de suporte da Apple [1, 2, 3] envolvem a impossibilidade de manter uma conexão ou de navegar com velocidades superiores à de uma geleira. Penso que estamos diante de mais um evento da Loteria da Morte®, então devo perguntar… você foi sorteado?
  • GameSalad agora tem opção gratuita (The Loop): na última vez que falamos da GameSalad, ela estava planejando driblar o iOS Developer Program da Apple. Agora, provavelmente dando continuidade a esse plano, foi anunciada a versão beta 0.9.0 de seu SDK, permitindo, em seu formato Basic, que qualquer pessoa desenvolva um jogo para as plataformas da Maçã (OS X também!) ou para a web sem ter que pagar nada — publicar os produtos, porém, fica a cargo de cada desenvolvedor. O formato Professional, que custa US$500 por ano, permite a adição de métodos de monetização, como iAds e links promocionais. “Nosso objetivo foi remover toda a confusão que cerca a publicação via iTunes Connect e prover uma forma melhor para os desenvolvedores gerenciarem seu portfólio de jogos dentro [do GameSalad Creator]”, disse Michael Agustin, CPO da GameSalad. Vamos ver se a Apple acha isso animador.

Bob Stein

  • Bob Stein considera o iPad muito superior ao Kindle — para ler ebooks (VEJA.com): onde algumas pessoas veem fraqueza, outras veem força. O criador do primeiro livro em CD-ROM considera que o gadget da Amazon.com está longe de ter em suas páginas a mesma vivacidade do papel, completando que “ler em uma tela como a do iPad, do iPod touch ou do iPhone é mais satisfatório para muitas pessoas”, pois não apenas vídeos, mas até textos “nas telas de LCD são mais vibrantes”. Controverso? Ele ainda acha que um dispositivo não precisa ser destinado apenas para a leitura e que os livros como os conhecemos hoje (físicos, impressos, encadernados) vão se tornar um objeto de arte. Pensou em “vinil”? Eu também.
  • Lista com todas as fontes presentes nos iGadgets (iOS Fonts): esta dica vai para os desenvolvedores. No iOS 4.2, finalmente o Mobile Safari é capaz de suportar fontes nativas da web, em formato TrueType, mas é sempre bom saber quais delas já estão nativamente presentes no sistema operacional. Pois bem, esta lista traz todas as 40 fontes existentes em iPhones/iPods touch e as 57 do iPad, indo de Academy Engraved LET a Zapfino. Ah, e o app Notes agora pode se livrar da tirania da Marker Felt. Viva la Helvetica!

[contribuiu com dicas: Pierre Freire]

Posts relacionados

Comentários