Apple contrata exército de advogados para enfrentar Nokia em disputa de patentes

300 de Sparta

Em uma reportagem de hoje na BusinessWeek, uma estatística curiosa apareceu: a Apple é, desde 2008, a empresa de tecnologia mais processada nos Estados Unidos — mais que a Microsoft, que a HP ou que qualquer outra gigante do ramo.

E, justamente por estar prestes a enfrentar na International Trade Comission (ITC) uma mamute do mercado de telefonia mundial, a empresa de Cupertino teria adotado o caminho da guerra aberta e contratado alguns dos maiores nomes em termos de litígios por conta de violação de propriedade intelectual.

300 de Sparta

Curiosamente, entre os advogados contratados para prestar assistência jurídica está Robert Krupka, da Kirkland & Ellis, responsável por dobrar a Maçã em um acordo com a Creative em 2005, no qual esta recebeu nada menos que US$100 milhões. Sim, senhor: Krupka vai arrancar mais dinheiro da empresa de Steve Jobs, mas desta vez na lista de pagamentos externos. A equipe jurídica da Apple é liderada por Bruce Sewell e recebeu recentemente a adição de Noreen Krall (ex-Sun Microsystems e IBM) para concentrar-se exclusivamente em casos de propriedade intelectual.

Além dele vários outros nomes foram angariados pela Apple para auxiliar no combate legal, que há de ser um verdadeiro confronto de titãs, ao contrário do que costuma acontecer usualmente, de empresas grandes oprimirem startups. Se essa briga entre a Maçã e a Nokia já não era muito bonita, agora é que vai ficar mesmo uma coisa louca. “Madness? THIS! IS! APPLE!!!

[via 9 to 5 Mac]

Posts relacionados

Comentários