De dólar em dólar, compras feitas dentro de jogos deverão movimentar US$11 bilhões em 2015

1. compras dentro de apps; 2. … ; 3. LUCRO!

Sabe quando você brinca num caça-níquel e aparece 777? Jackpot! Parece que foi isso o que a Apple conseguiu ao introduzir In-App Purchases no iPhone OS iOS 3.0: desde então, o sucesso do modelo freemium para jogos não deixa dúvidas de que a venda de bens virtuais dentro de games pode ser bem melhor que cobrar pelo jogo em si.

Publicidade
1. compras dentro de apps; 2. … ; 3. LUCRO!

Daí vem a Juniper Research e prevê que em 2015 esse tipo de comércio vai movimentar US$11 bilhões de dólares — e isso graças ao incentivo dado pela Apple à adoção desse modelo. Vale notar que ela não o inventou (a Zynga que o diga…), apenas abriu o sistema aos 160 milhões de cartões de créditos que tem cadastrados na iTunes Store, todos desesperados para se afundar em débito. 😛

Há um problema, porém: não basta fazer um app para os usuários começarem a usá-lo. Eles têm primeiro que cavar em meio a 300 mil títulos na App Store e tantas outras lojas. Como desenvolvedores vão fazer para suas criações serem vistas é um problema a ser superado, talvez com a proliferação de todo um mercado à parte de descoberta de apps.

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…