Se você tinha planos de usar os SSDs super-rápidos da PhotoFast, melhor pensar num “plano B”

SSD e adaptador USB 3.0 da PhotoFast

No que só posso classificar como uma medida misteriosa e antipática, a Apple “pediu” (e isso pode ou não ser um eufemismo para “ordenou”) que a PhotoFast parasse de vender SSDs para MacBooks Air. Os componentes da PhotoFast, por usarem controladores SandForce SF-1200, eram até 30% mais rápidos que os fornecidos nas máquinas.

SSD e adaptador USB 3.0 da PhotoFast

Como a PhotoFast tem uma licença “Made for i” para produzir acessórios para produtos da Maçã, entrar em conflito por conta desse produto poderia ser extremamente prejudicial. Assim, ela preferiu cancelar o projeto antes mesmo de as vendas começarem, deixando um vácuo no mercado de SSDs turbinados para MacBooks Air.

Apesar de eu até entender (e na maior parte do tempo apoiar) o controle que a Apple exerce sobre a App Store, querer usar sua força de mercado para controlar a venda de hardware compatível com Macs cruza a linha do bom senso — especialmente porque os upgrades em Macs BTO (Built-To-Order) são mais salgados que charque assada com carne de sol e a Apple não oferece estes SSDs teoricamente superiores como uma opção.

Espero que esse veto ridículo seja suspenso logo. Quer violar a garantia de um Air que teve o SSD substituído, viole (como fabricante e vendedora, ela pode se reservar esse direito), mas proibir a venda de um componente dessa forma já é orwelliano demais. E, até onde sabemos, esse tipo de SSD não é proprietário/patenteado pela Apple ou por alguma parceira sua. Se for, retiro tudo o que eu disse.

[via 9 to 5 Mac]

Posts relacionados

Comentários