Recrutadores da Marinha dos Estados Unidos estão usando iPads para facilitar cadastros

Tio Sam

Tio SamMais eficiente que uma folha de papel, mais prático que um laptop completo (ou mesmo um netbook), o iPad agora tem mais uma função nas Forças Armadas, mais especificamente na Marinha dos Estados Unidos: recrutadores dos fuzileiros navais estão adotando a tablet para facilitar cadastros de jovens em minicompetições.

Um das estratégias para enfrentar cortes nas verbas de publicidade da Marinha tem sido montar pequenos stands em eventos e organizar competições atléticas entre os jovens presentes. Normalmente, nesse tipo de atividade os participantes devem preencher um formulário de isenção de responsabilidade, para o caso de se machucarem durante, digamos, um torneio de flexões (sabe como é, processos, EUA…). É aí onde a tablet entra.

Regularmente usa-se um papel preenchido à mão para essa finalidade, mas isso é trabalhoso e ineficiente, pois tudo tem que ser digitalizado depois — e a caligrafia das pessoas nem sempre é ideal, o que inutiliza vários desses cadastros. Com o iPad, os recrutadores não precisam abrir mão de portabilidade e podem dar entrada nos dados dos jovens de maneira digital, podendo inclusive colher assinaturas.

Ainda não é certo se os iPads vão ser efetivados nesta função burocrática dentro da Marinha, mas os resultados até agora têm sido promissores. Ser a primeira tablet de verdade no mercado tem lá suas vantagens…

[via TUAW]

Posts relacionados

Comentários