Consumidores preferem o iPad ao Galaxy Tab; ambos são mais caros que se imagina

Galaxy Tabs - Samsung

Numa pesquisa curiosa, a Piper Jaffray pegou 65 pessoas que não possuem tablets e mostrou a elas, lado a lado, um iPad com Wi-Fi+3G e um Galaxy Tab. Daí foram feitas duas perguntas: 1. qual dos dois você prefere?, e 2. quanto você acha que cada um custa? O resultado foi um pouco engraçado.

Publicidade
Galaxy Tabs - SamsungiPad com iOS 4.2 e multitarefa

Apenas 10 (~15%) pessoas preferiram o Galaxy Tab, enquanto 55 (~85%) delas optaram pelo iPad. Normal, certo? Uma tela maior atrai mais as pessoas. A coisa fica engraçada nas respostas sobre o quanto as pessoas imaginam que cada um custa: o iPad ficou com uma média de US$417, enquanto a tablet da Samsung ficou em US$283, uma diferença de US$134.

Na realidade, os dois gadgets têm apenas US$30 de diferença (o iPad sai por US$630, e o Galaxy Tab, US$600). Ou seja, mais de US$100 separam um gadget do outro no imaginário das pessoas. Novamente, nada de anormal: plástico versus alumínio, uma tela pequena versus uma grande… Ah, e aqui no Brasil o gadget da Samsung custa R$2.700, enquanto o da Apple custa R$2.050. Ouch.

Publicidade

Vale notar, porém, que ambos têm em comum o fato de serem mais caros que os palpites dos consumidores, o que pode ser um sinal de que cortar um pouquinho (ou, no caso da Samsung, quase metade) dos preços seria ideal. Para a Apple bastaria eliminar as versões Wi-Fi do iPad e deixar as com 3G pelo preço delas para poder lavar o chão com a concorrência — não que ela precise, afinal de contas as Apple Retail Stores não estão exatamente com problemas de falta de espaço nas prateleiras.

Em todo caso, não quer dizer que as tablets com Android estejam fadadas ao fracasso por serem relativamente mais caras: Gene Munster crê que haja espaço para todas no mercado. Ele prevê que 2010 verá 13 milhões de iPads vendidos, com um market share próximo a 90%; esse cenário vai mudar bastante em 2011, porém, com 23,3 milhões de tablets comercializadas pela Apple, mas com participação de apenas 53% — enquanto isso, os gadgets com Android deverão tomar um terço do mercado, com 14,4 milhões de unidades vendidas.

Só não sabemos ainda que efeito o iPad 2 poderá ter sobre esses números.

Publicidade

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…