Ex-funcionário sexagenário processa Apple, alegando ter sido discriminado por causa da idade

Samuel, um Creative

Michael Katz começou a trabalhar em uma Apple Retail Store em março de 2006, quando tinha 60 anos de idade. Seu posto era de Mac Specialist, mas ele almejava uma vaga de Creative. Apesar de várias oportunidades terem surgido enquanto ele trabalhou na loja, Katz sempre perdia a chance de promoção para alguém pelo menos 15 anos mais jovem e não necessariamente mais bem qualificado.

Samuel, um Creative

Ao deixar a Apple em setembro de 2007, Katz prestou uma queixa à Comissão de Oportunidades Iguais de Emprego (Equal Employment Opportunity Commission — EEOC), que iniciou uma investigação e, em 2009, encontrou evidências o suficiente para comprovar que a promoção fora negada com base na idade dele, tentando buscar uma conciliação sem sucesso. A Apple negou que tivesse sido esse o caso.

Essa história, contada em uma reportagem da InformationWeek, serviu de base para a abertura de um processo contra a Maçã por conta de discriminação etária no ambiente de trabalho. Katz requer nesta ação civil uma indenização de US$15 mil por conta das práticas trabalhistas injustas que teve que suportar.

A imagem deste post foi retirada de um vídeo de divulgação de vagas em Apple Retail Stores e mostra Samuel, um Creative. Acredito que ele seja o funcionário mais velho mostrado nesse vídeo ou em outras imagens de divulgação. Talvez a tentativa de passar uma imagem jovial tenha ido longe demais? Espero que, se for ratificado na ação civil este caso de discriminação, ele seja algo pontual, uma exceção. :-/

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários