Goldman Sachs eleva preço-alvo da AAPL para US$430, diz que margens de lucro só vão subir

Maçã e dinheiro

Saiu na Forbes e o mercado parece ter recebido muito bem: Bill Shope, em nota a investidores, colocou a NASDAQ:AAPL no alto de um morrote, com preço-alvo de US$430 e uma previsão de céus de brigadeiro. O analista da Goldman Sachs elogiou ainda a estratégia da empresa, dizendo que “o modelo de negócios dela, centrado em plataformas, é o tempero secreto que lhe permitiu capturar market share rapidamente em novos segmentos de computação, enquanto simultaneamente desfruta de uma considerável folga para seus lucros”.

Publicidade

Maçã e dinheiro

Mas a cereja no topo foi Shope dizer que as margens de lucro da Maçã “chegaram ao fundo” e que a tendência agora é apenas subir nos próximos trimestres. Bem verdade que essa cereja pode acabar se mostrando estragada e deixar o sorvete inteiro com um gosto amargoso: se a Apple não anunciar margens maiores nas próximas conferências com investidores, já dá pra imaginar o tamanho do rebote que esta afirmação de hoje vai ter. Quer uma cobertura, além da cereja? Shope prevê que 37,2 milhões de iPads sejam vendidos em 2011, “o que pode tornar a Apple uma das maiores fabricantes de computadores pessoais do mercado”. Yep, ele acredita que o iPad é um PC. Como dizem certas empresas, “Isso muda tudo.”

O mercado parece ter reagido muitíssimo bem a essa nota, por ora: a AAPL estava sendo negociada a US$324,66 na hora do fechamento deste post, numa bela alta de 1,28%. Salvo se algum evento de proporções bíblicas acontecer até o final do dia, hoje tem cara de que veremos mais uma alta histórica das ações da Apple.

[via asymco]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…