Clean Cut Code lança DisplayPad, mais um app para transformar seu iPad em monitor secundário

Ícone - DisplayPad

Em abril, pouco depois da chegada do iPad às mãos dos consumidores, falamos do iDisplay, app que serve para usar iGadgets como monitores secundários. Não sei exatamente como anda o mercado para esse tipo de aplicativo, mas um novato, da Clean Cut Code, promete oferecer uma concorrência boa: o DisplayPad.

DisplayPad

Para usá-lo, é preciso instalar um miniaplicativo no seu Mac [requer o OS X 10.6 ou superior e não funciona com troca de GPU automática em MacBooks Pro recentes] e iniciar o DisplayPad na tablet. A primeira imagem que aparece no iPad é tudo o que você precisa saber para começar a usar o gadget como monitor: clique na barra de menu, escolha o iPad que deseja usar… BOOM! Simples assim.

Para completar o pacote, a touchscreen do iPad pode ser usada para interagir com o Mac OS X — basta tocar o botão na tela, para iniciar uma música, ou escolher uma faixa deslizando dois dedos no iTunes, por exemplo. Melhor que isso, só se tivesse suporte ao teclado virtual. O app faz da tela do iPad quase um trackpad: ele reconhece toques com um dedo como cliques primários, com dois dedos como secundários e arrastar dois dedos como scroll. E mais uma coisa legal: se você mudar a posição da tablet, ele ajusta a tela automaticamente para ficar na vertical ou na horizontal.

Ícone - DisplayPadApesar de seu funcionamento não ser absolutamente perfeito e infalível (imagens em movimento perdem um pouco de resolução e o app de vez em quando pode travar), o DisplayPad parece ser uma solução bem elegante e precisa para quem precisa de um monitorzinho a mais e costuma deixar a tablet por perto. O app está em promoção de Natal, com 80% de desconto, saindo por US$1 na App Store [1MB; requer o iOS 3.2 ou superior].

E, só pra constar, o iDisplay continua firme e forte (mal avaliado pra caramba, diga-se) e acabou de receber uma atualização que adiciona suporte a Windows Vista e à interface Aero no Seven. Ele é universal e sai por US$2 [1,2MB; requer o firmware 3.1 ou superior].

[via MacStories]

Posts relacionados

Comentários