Patenteie para travar: rede social de compras e iPod nano 6G com menos botões ainda

Diagrama de iPod nano 6G em patente

Num invento publicado nesta semana, a Apple revelou uma inclinação para redes sociais dedicadas a compras em lojas de varejo. Disposta a solucionar o problema de um indivíduo nem sempre ter amigos consigo numa ida ao shopping center (forever alone…), a Maçã bolou um sistema no qual usuários podem pedir opiniões ou sugestões e obter avaliações remotamente.

Publicidade

Patente de rede social de compras

Seria possível, por exemplo, um homem pedir sugestões de presentes para sua esposa, ou uma garota avaliar a compra de um novo par de sapatos entre suas amigas. O sistema contaria com várias formas de resposta, incluindo botões de sim/não, avaliações de cinco estrelas ou até textos completos. Imagens dos produtos poderiam tanto ser conseguidas com a câmera de um iPhone, como poderiam ser recuperadas de um banco de dados usando o código de barras do produto.

Publicidade

Além da conexão com amigos, essa rede social de compras permitiria contatar a equipe de uma loja para pedir orientação ou requerer serviços. Outros cenários nos quais este invento poderia ser aplicado incluem viagens e saídas noturnas — algo no estilo “Qual o melhor hotel de Madrid?” ou “Esta boate tem bons DJs?”

· · ·

Mas nem só de Natais futuros vivem as patentes: eis que surge o documento que registra como invenção da Apple o iPod nano 6G, primeiro modelo do tipo desprovido de Click Wheel e com tela sensível ao toque.

Publicidade

Patente do iPod nano 6G

O mais interessante dessa patente é uma funcionalidade que não chegou às prateleiras em 2010: no desenvolvimento da última geração do nano, a Apple parece ter cogitado a possibilidade de sua pequena touchscreen aceitar comandos mesmo quando não estivesse ligada. Isso sem dúvida ajudaria a eliminar os botões do gadget de vez, como dá pra notar pelos diagramas de um botão só, mas poderia gerar confusão entre os usuários.

Patente do iPod nano 6G

Publicidade

Como podemos ver pela tabela na imagem acima, os gestos seriam muito parecidos com os necessários para controlar a reprodução de músicas num iGadget usando os botões disponíveis em fones de ouvido da Maçã: um toque para/continua a reprodução, dois toques avançam a faixa, etc. Contudo, gestos adicionais, para aumentar ou diminuir o volume da música, foram concebidos. Deslizar o dedo traçando um círculo em sentido horário aumentaria a intensidade do som, enquanto no sentido anti-horário a diminuiria — e vale notar que esses gestos independem da orientação do gadget (de ponta cabeça, de lado, etc.).

Talvez a cautela tenha falado mais alto, dada a recepção negativa do iPod shuffle 3G; afinal de contas, botões de volume não são algo assim tão horrendo para se colocar num tocador de música, né? 😛

· · ·

Outras patentes registradas hoje dizem respeito ao registro de rotas usando um dispositivo de GPS e a técnicas de alternação de GPUs usando drivers gráficos virtuais. Os MacBooks Pro de 15 e 17 polegadas atualmente são capazes de usar uma GPU integrada ou uma dedicada com base na disponibilidade ou demanda de recursos, então podemos afirmar com um boa margem de certeza que este último invento já está entre nós.

[via Patently Apple: 1, 2]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…