Pesquisa aponta que a habilidade do iPad de matar Kindles foi seriamente superestimada

iPad e Kindle - Eddie Wong

Quando a Apple lançou o iPad, ela deixou bem claro que queria entrar com tudo no mercado de ebooks, o que levou muita gente a apostar na consequente ruína do Kindle. Quase um ano depois, o iPad é um sucesso absoluto de vendas, mas o gadget da Amazon.com também é (e ele nem precisou aprender a preparar cafezinho), um claro sinal de que os dois aparelhos são, de fato, bem diferentes e de que o mercado tem lugar o bastante para ambos.

iPads não matam Kindles - J.P. Morgan

Mas nada bate a autoridade dos números de uma pesquisa, e foi justamente em busca deles que a J.P. Morgan se lançou a perguntar para 1.002 pessoas sobre seus interesses com os dois gadgets. Entre os donos de iPads, 40% já possuem um Kindle, enquanto outros 23% pretendem adquirir um nos próximos 12 meses.

Alguém conhece o enredo de um filme em que um assassino se apaixona pela vítima e decide ir viver com ela numa cabana na serra? Pois é o que parece ter acontecido com este “Kindle-killer”. 😛

[via TechCrunch]

Posts relacionados

Comentários