Apple Juicz não faz suco de maçã, mas recarrega um MacBook pelo preço de um computador

Apple Juicz - QuickerTek

Se você leva seu MacBook para uma viagem, digamos, num acampamento, as chances de a bateria dele não durar o suficiente são grandes. Muitas empresas apostam na energia solar como uma forma versátil e limpa de prover energia extra para aparelhos eletrônicos, mas esquecem que colocar células fotoelétricas nos gadgets em si é a pior ideia que um ser humano poderia ter — sol e eletrônicos não combinam nem um pouco.

Apple Juicz - QuickerTek

Entra em cena a QuickerTek com uma solução bem mais inteligente em seu Apple Juicz: colocar a captação de luz bem longe do gadget, numa espécie de lona dobrável que você pode estender numa área iluminada enquanto usa seu MacBook na sombra. Detalhe: ela ainda vem com uma case para transportar o computador e a lona! Só que, como ninguém é perfeito, o produto tem dois problemas, um para quem resolver comprá-lo e outro para a própria QuickerTek.

Quem quiser adquirir o Apple Juicz vai ter que pagar de US$700 (27W, 0,75m²) a US$1.200 (55W, 1,50m²): a maior e mais cara é capaz de recarregar um MacBook Air em seis horas; a menor leva o dobro do tempo. Por um preço desses, talvez seja melhor andar com um computador inteiro de reserva. O outro problema é que o acessório usa conectores MagSafe, uma iniciativa muito legal pros usuários, mas nós já sabemos como essa história pode acabar.

A ideia é boa, mas talvez a tecnologia de captação de energia solar precise baratear um pouco para que seja possível para um consumidor comum ter um desses em casa ou levá-lo para as férias. Até isso acontecer, só mesmo escaladores do Everest mostrados no vídeo acima deverão ter dinheiro sobrando para investir num acessório desse tipo. Aliás, eu adorei como o cara disse que um MacBook Pro se recarrega em “uma ou duas horas”. 😛

[via MacNN]

Posts relacionados

Comentários