Abertura da Mac App Store é, para alguns, um bom agouro; para outros, uma trombeta do Appocalipse

Ícone - Mac App Store

Pois é, amanhã a esta hora já deveremos estar de Mac OS X novo, e dentro dele haverá uma loja de aplicativos abençoados pela Apple. Para os usuários é tudo festa e fogos de artifício — especialmente para usuários que já são apaixonados pela iOS App Store (mesmo os jailbreakers, que gostaram tanto dela que fizeram a Cydia Store). Mas e os desenvolvedores, como anda a opinião deles em relação a esta nova empreitada da Maçã?

Mac App Store

Como sempre, já tem gente nas ruas com placas de papelão (ou iPads) anunciando que “O FIM ESTÁ PRÓXIMO”. David Gewirtz, da ZDNet, já publicou sua versão dessa plaquinha. A questão é que há anos os desenvolvedores do Mac OS X estão habituados a cobrar preços que vão de US$20 para miniapps, até algumas centenas (ou milhares) de dólares para suítes de produtividade.

Como a Apple criou a Mac App Store à imagem e semelhança da loja do iOS, ninguém aposta que esses preços possam se sustentar — e Gewirtz está nesse grupo. Logo, desenvolvedores tradicionais que esperavam vender 1.000 cópias de um aplicativo por US$50 dificilmente vão conseguir vender 1.430 pelo mesmo preço num ambiente em que alguma carinha nova fez um software similar (não tão bom, mas bom o bastante) por US$5. As ordens de desepejo já devem estar no prelo, a esta altura.

As “carinhas novas”, porém, não parecem muito preocupadas: desenvolvedores que iniciaram suas carreiras no iOS têm tudo para encontrar na Mac App Store uma forma de expandir sua base de clientes. Markus Nigrin, em uma pesquisa informal com alguns de seus colegas de criação de apps, avaliou as expectativas de criadores de jogos em relação a esta nova empreitada. O resultado foi o seguinte:

Expectativas de desenvolvedores com a Mac App Store - Markus Nigrin

O que isso significa? Que a estratégia da Mac App Store permanece essencialmente a mesma do iOS: venda barato, apareça no topo de algum ranking da loja, venda aos borbotões, LUCRE. Isso parece pacificado em relação a jogos, o que já vai ser um choque cultural grande o suficiente, mas se a tendência se propagar para outras categorias, poderemos ver algumas coisas mudando, e mudando muito.

Volto ao appocalíptico Gewirtz: supondo que a abertura da Mac App Store desencadeie uma “corrida ao fundo” e o barateamento generalizado de software para os computadores da Maçã, terá isso algum efeito sobre a percepção de PCs no mercado? Digo, atualmente um Mac pode ser mais caro que um netbook, mas só em não ter que pagar por um antivírus parte do investimento já retorna. Se os aplicativos do OS X ficarem muito mais baratos, qual será o resultado para a adoção dos computadores da Maçã?

A própria Apple já deu pistas de que seus aplicativos da suíte iWork vão sair um pouco mais em conta: os três poderão ser comprados por US$60, 25% a menos que hoje — mas com a grande vantagem de poderem ser adquiridos separadamente, por US$20 cada. Daí vale lembrarmos que miniapps para o OS X são vendidos por esse valor; comprar o Keynote pelo preço do Echofon é meio… bizarro.

Ícone do BodegaE as lojas de aplicativos que existem atualmente, como o Bodega? O clima entre o pessoal responsável por essa loja é, surpreendentemente, de festa, segundo o The Loop. Mas calma, não é que o pessoal tenha ficado louco por causa do pânico: ao contrário do iOS, o Mac OS X é um ambiente completamente aberto para diversas fontes de software nativo, de maneira que a divulgação da App Store poderá atrair pessoas para lojas alternativas. O Bodega, por sinal, tem como concorrer com a loja da Maçã, já que seus critérios de aprovação de apps são consideravelmente menos estritos e a fatia que fica com a loja nas vendas é substancialmente menor, de apenas 7%.

No fim das contas, talvez a Mac App Store acabe sendo deliberadamente nociva apenas para uma coisa: mídias ópticas. Como frisou o TechCrunch, depois da iTunes Music Store matando CDs de música (e filmes em DVD, por que não?) e do MacBook Air fazendo as pessoas quererem deixar o drive óptico na gaveta, a Mac App Store tem tudo para acabar com aplicativos distribuídos em discos — ou pelo menos torná-los antiquados.

Posts relacionados

Comentários