VLC é retirado da App Store; mundo livre comemora esta “vitória” sobre a tirania da Apple

Ícone do VLC para iOS

Ícone do VLC para iOSConforme comentamos em outubro, a presença do VLC na App Store era um verdadeiro atentado à liberdade, dado que o software tem uma licença GNU incompatível com o modo de distribuição de aplicativos praticado pela Apple. Mesmo sendo gratuito (logo, a Maçã tirava do próprio bolso os custos por trás de cada download), era preciso que o app fosse completamente livre de DRM para não gerar um conflito legal — daí Rémi Denis-Courmont, certamente pensando no bem dos usuários, exigiu a remoção do VLC. Conseguiu.

De acordo com o site Obama Pacman, Denis-Courmont é um funcionário da Nokia, o que não deixa dúvidas quanto ao interesse dele em defender a liberdade na distribuição legalmente adequada de software open source. Numa declaração que foi posteriormente editada, ele chegou a dizer que não ia “sentir pena dos donos de iDevices nem dos desenvolvedores do MobileVLC, que certamente desperdiçaram muito de seu tempo” (ou seja, “danem-se”). Pelo menos os jailbreakers (e somente eles) poderão desfrutar deste app via Cydia:

Tweet sobre o VLC no Cydia

Acho que certas pessoas precisam ser mais abertas — e neste caso, espantosamente, não é a Apple.

[via MacStories]

Posts relacionados

Comentários