Consumer Reports tem dois pés atrás em relação ao iPhone CDMA

iPhone 4 grandão da Verizon Wireless

iPhone 4 grandão da Verizon WirelessDepois de dar ao iPhone 4 uma das avaliações mais altas da história, mas manter a recomendação de que ele não deve ser comprado, por causa do “Antennagate”, a Consumer Reports deu sua opinião sobre o iPhone CDMA, anunciado na terça-feira passada em um evento da Verizon Wireless.

Segundo a publicação, apesar de o aparelho estar disponível numa rede de telefonia muito boa e contar com um recurso novo e interessante (o Personal Hotspot), dois poréns mereceriam destaque: 1. ele em breve vai se tornar “obsoleto”, com a provável chegada de uma nova geração de iPhones no meio do ano e com a concorrência de aparelhos Android (alguns compatíveis com redes 4G, inclusive), e 2. ele terá as desvantagens de um aparelho CDMA qualquer, como não poder usar dados e voz ao mesmo tempo, e não poder ser usado com operadoras GSM internacionais.

Daniel Eran Dilger, do AppleInsider, não se convenceu muito com essas desvantagens apontadas pela CR. A Motorola lança novos aparelhos de seis em seis meses e a revista não parece protestar, e eles nem são tão superiores assim. Além disso, a CR nunca propagou com tanta pompa as desvantagens que Androids CDMA compartilham com o novo iPhone; ou seja, nada disso é novidade.

Ficam no ar as dúvidas se os preços dos planos da Verizon vão ser compensadores, se o “Antennagate” poderá se repetir com o novo design (até agora, pelo menos, tudo parece bem) e se a rede da operadora não vai acabar cedendo diante da pressão de usuários de iPhones ávidos por dados.

Você compraria um smartphone novo em fevereiro, atrelado a um contrato de dois anos, mesmo sabendo que ele poderá ser substituído cinco ou seis meses depois por um modelo mais poderoso? Deixe sua opinião nos comentários! 😉

Posts relacionados

Comentários