Patenteie para travar: mouse com tela sensível ao toque, teclado virtual tátil e mais

Patente de mouse com tela de vidro colimado

Patente de mouse com tela de vidro colimadoPatentes registradas pela hoje pela Apple indicam que a magia está apenas começando: um invento descreve um mouse com superfície feita de “vidro colimado”. Esse material seria constituído por um agregado organizado de fibras ópticas que pode revestir superfícies curvas e atuar como uma lente de aumento. Só que essa não é a única vantagem do vidro colimado: as propriedades dele fariam com que as imagens formadas não parecessem estar atrás de uma superfície transparente, mas sobre ela.

Publicidade

Logo, com um arranjo de pixels na base, o vidro serviria para ampliar imagens; a adição de um arranjo de sensores no topo transformaria o mouse num dispositivo com tela multi-touch. O resultado? Um rato (ou trackpad) que pode ser, ele mesmo, um pequeno computador com interface própria e muito mais funcionalidades. A mesma tecnologia poderia ser aplicada ainda a iPhones e iPods touch.

· · ·

Publicidade

Um teclado virtual tátil seria aquele capaz de oferecer ao usuário a sensação de estar atuando sobre teclas físicas durante a interação com uma touchscreen. A Apple descreve em uma patente uma forma de dispor fontes de vibração para criar uma ilusão tátil convincente que sofra de pouca interferência entre os diferentes elementos de sua constituição.

Patente de teclado virtual tátil

Essencialmente, isso significa que telas sensíveis ao toque podem conter pequenos motores que vibrariam em reação ao que o usuário fizesse. Essa vibração seria controlada de forma a facilitar o reconhecimento de áreas particulares como origem. A disposição dos componentes também poderia ser usada de forma a antecipar zonas que são comumente tocadas e assim aperfeiçoar a ilusão tátil.

Publicidade

Este invento pode ser aplicado a uma futura implementação de iMac/MacBook com touchscreen ou a gadgets como iPads, iPhones e iPods touch.

· · ·

No que parece ser uma tentativa de levar visualizadores do iTunes para seus iGadgets, a Apple patenteou uma tecnologia que faz gráficos gerados com base em músicas reagirem a elementos no ambiente em que o usuário se encontra ou, alternativamente, a características biométricas do próprio usuário (como aumentar a variedade de cores conforme o usuário dança e as batidas de seu coração aceleram e o seu corpo como um todo se agita).

Publicidade

Patente de visualizador

Assim, um visualizador pode reagir de acordo com o que detectar a partir de vários sensores disponíveis em um aparelho. Numa aplicação verdadeiramente inusitada, o visualizador poderia reagir às músicas armazenadas em outros aparelhos próximos ao usuário ou cujos dados tenham sido armazenados num servidor (pense “Ping”). Mais: ele poderia reagir ao conteúdo de um website ou aos visitantes desse website.

Soa MUITO louco.

[via Patently Apple: 1, 2, 3]

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…