Analista do Deutsche Bank testa iPhone por dois meses e nem pensa em voltar a usar BlackBerries

Pode até ser que não rime, mas “once you go iPhone, there’s no going Black”. É isso o que Chris Whitmore, do Deutsche Bank, está vivenciando, segundo uma nota divulgada pelo Finextra: os resultados de um projeto piloto de dois meses usando o smartphone da Apple teriam sido tão positivos que o analista não pretende voltar a usar o BlackBerry, da Research In Motion.

A solução de email corporativo usada nos testes do Deutsche Bank emprega o Microsoft Exchange sendo acessado através de um app desenvolvido pela Good Technology para emular uma experiência como a provida pelo Gmail for Mobile. Os resultados teriam sido fantásticos, segundo Whitmore, pois “é mais fácil e rápido acessar os dados [com a interface multi-touch] do que num BlackBerry. Também é ótimo só precisar andar com um aparelho para ter acesso a emails pessoais e corporativos.”

Nem tudo é perfeito, porém: o fato de o app de emails não poder baixar mensagens em plano de fundo e a falta um sistema de alerta como a notória luz piscante dos BlackBerries são duas desvantagens da plataforma da Apple. Contudo, os pontos positivos seriam tremendamente mais relevantes que isso.

“Esperamos que muitos usuários sintam o mesmo quando iPhones forem oferecidos em seus locais de trabalho”, escreveu Whitmore, concluindo que o próprio Deutsche Bank deverá converter os testes iniciais em uma “adoção de larga escala”. Imagino que o iPad venha logo depois, no mesmo embalo — uma das vantagens de compartilhar o mesmo sistema operacional.

[via 9 to 5 Mac]

Posts relacionados

Comentários