Sabe o iPhone CDMA? Já está esgotado na pré-venda para clientes da Verizon [atualizado]

Logo da Verizon Wireless num iPhone 4

Uau! Só tem duas formas de isto ter acontecido: nem bem um dia se passou desde que a pré-venda do iPhone 4 CDMA começou, ela já acabou, o que significa que ou apenas meia dúzia de aparelhos estavam disponíveis, ou que a procura foi avassaladora. Sim, eu usei duas hipérboles, mas estou seriamente inclinado a acreditar que a segunda opção se aproxima mais da realidade.

iPhone 4 CDMA esgotado

Os clientes mais ágeis da telecom já receberam inclusive emails de alerta sobre o envio do iPhone, que deverá chegar às suas mãos em poucos dias. Vale notar que este período de pré-venda é exclusividade para consumidores que já usam os serviços da Verizon — ou seja, a AT&T ainda não perdeu nenhum assinante (ainda).

E, quando eu digo “consumidores”, refiro-me ao fato de que os empregados da nova parceira da Maçã foram orientados a não adquirir o smartphone no lançamento. Segundo o TiPB, a Verizon pediu para suas tropas não comprarem o aparelho, de forma que o suprimento nos primeiros dias de venda seja o bastante para todos os clientes. Parece que não adiantou muito: mesmo já estando na metade de sua vida antes de ser substituído por uma nova geração, o iPhone 4 ainda faz sucesso.

Quanto a propagandas, a dupla personalidade da Verizon alcançou o ápice: depois de anos afirmando que o iPhone era só uma carinha bonita (quase, quase chegaram ao ponto de dizer que era “coisa de mulherzinha”, nas campanhas misóginas do DROID), agora o smartphone da Apple é “lindo, inteligente, até genial”.

É, Motorola e Android, parece que agora cês tão por conta própria.

[via Engadget: 1, 2]

Atualização (às 12h27)

Acho que eu subestimei o desejo dos clientes da Verizon por um iPhone para chamar de seu: no que a operadora chama de “vendas de estreia mais bem sucedidas da história da companhia”, bastaram duas horas para ultrapassar os números de qualquer outro produto que já tenha sido posto numa prateleira da Verizon. Acho que isso foi uma indireta para “em duas horas, vendeu mais que qualquer Android no dia de estreia”. A pré-venda foi encerrada cerca de 17 horas após o início.

“O lançamento de ontem ditou o ritmo para a semana que vem, quando abriremos as vendas para todo mundo nos Estados Unidos”, disse Dan Mead, presidente e CEO da Verizon Wireless. “Todo mundo”, leia-se “clientes da AT&T”.

[via Engadget]

Posts relacionados

Comentários