Projeto pretende substituir livros didáticos por iPads em Estado norte-americano

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

Um jornal do Estado da Georgia (Estados Unidos) publicou um artigo na semana passada alegando que representantes do governo teriam se reunido com a Apple para conferir um novo acordo de compra de iPads em grande volume. A ideia principal do projeto é instituir um programa piloto para substituir todos os livros didáticos usados nas escolas da região por conteúdo eletrônico acessível por meio da tablet.

Mãos segurando iPad com iBooks aberto

“Por US$500/aluno ao ano, eles equipariam cada criança com um iPad, criariam redes sem fio [nas escolas], forneceriam todos os livros, atualizações e treinamento para os professores”, disse um dos senadores do estado. Considerando o valor gasto anualmente com livros didáticos para todas as suas crianças (aproximadamente US$40 milhões), a mudança é bastante tentadora, especialmente com os casos de sucesso já constatados em algumas escolas.

Acredita-se que a mudança ofereceria muitos benefícios ao aprendizado das crianças, já que o acesso a lojas digitais de livros (e também de apps e filmes) permitiria a obtenção de materiais mais atualizados — na política atual de livros impressos dos Estados Unidos, eles duram até sete anos nas prateleiras das escolas, mesmo ficando defasados com rapidez. Além disso, seria possível eliminar uma enorme quantidade de papel consumida anualmente com impressões, do ponto de vista ambiental.

[via AppleInsider]

Posts relacionados

Comentários