Será que apps vão precisar de modificações para rodar em iPhones 4 CDMA?

iPhone 4 grandão da Verizon Wireless

Quem não se lembra do primeiro comercial do iPhone em que AT&T e Verizon Wireless apareceram lado a lado, dançando num balé de apps ao som de Danúbio Azul? A mensagem do vídeo de 30 segundos é clara: o mesmo gadget e os mesmos apps, só que em uma operadora diferente.

Segundo uma reportagem da ZDNet, porém, o iPhone 4 CDMA poderá requerer apps modificados para funcionar perfeitamente. Isso é dito com base na experiência da desenvolvedora Telenav, que criou um app de navegação veicular para a AT&T e acaba de lançar uma versão adaptada para o aparelho da Verizon.

Numa história mal contada e pobre em detalhes, a Telenav teria dito que o app requereu modificações para funcionar com o novo hardware (lembre que, por trás do lindo vidro escuro, as peças são diferentes), só que não especificou detalhes das alterações necessárias.

Chamando essa situação de “FUD”, o pessoal do TechCrunch destacou uma coisa importante, a respeito dos apps da Telenav: eles usam um sistema de cobrança atrelado à conta telefônica do usuário. Isso certamente é um empecilho grande o suficiente para que o app precise ser adaptado para um iPhone vendido pela Verizon, mas dificilmente envolve alguma questão de hardware.

Qual o ponto de referência mais confiável para avaliar se o iOS vai começar a sofrer fragmentação nos Estados Unidos? Saber se algum app inalterado deixa de funcionar no iPhone 4 CDMA. Tirando esse caso da Telenav, que usa um sistema de cobrança bem específico e atrelado ao sistema da AT&T, todos os demais (inclusive os que fazem uso de GPS, como foursquare e afins) parecem ok.

Seria fato ou ficção, esse papo de fragmentação na plataforma iOS? Eu aposto em “ficção”, até que se prove o contrário com um app independente das operadoras.

Posts relacionados

Comentários