Foram apresentados hoje os novos gadgets com o HP webOS — acabou a Palm

HP TouchPad

No melhor estilo “Morreu o Rei… Viva o Rei!”, é hora de nos despedirmos do Palm webOS e darmos as boas vindas para o HP webOS — e ele será trazido nos braços de três gadgets que, apesar de sexy e funcionais, talvez estejam numa luta mortal contra o tempo.

Publicidade

Como diz o slogan, “o webOS agora vem em três tamanhos”.

Pequeno: HP Veer

HP VeerCom a altura e largura de um cartão de crédito (mas bem mais grosso), o Veer será o modelo de entrada para quem quiser o webOS. Sua tela de 2,6 polegadas (320×400 pixels) esconde um teclado físico deslizante e conta com todos os recursos dos quais um smartphones básico pode precisar (desde suporte a Microsoft Exchange, essencial em ambientes empresariais, até A-GPS, que determina sua posição aproximada com triangulação de antenas de telefonia celular).

O Veer terá apenas um modelo com 8GB de capacidade, processador Qualcomm MSM7230 de 800MHz e conector magnético, além de ter todas as conexões sem fio essenciais (HSDPA/HSUPA, Wi-Fi e Bluetooth) e poder funcionar como hotspot portátil.

Ah, e não se deixe enganar pelo tamanho mignon na hora de tirar fotos: ele tem uma respeitosa câmera traseira de 5 megapixels.

Médio: HP Pre 3

HP Pre 3Aqui temos o smartphone que vai dar continuidade ao império erigido pelo Palm Pre e pelo Pre 2. Tudo bem, não foi bem um império, mas pelo menos esses eram os únicos smartphones do mercado que tinham potencial para concorrer com o Android e o iOS na época em que chegaram ao mercado. Uma pena que estavam sempre um ano atrasados — e agora o legado continua.

Dotado de uma tela de 3,6 polegadas (480×800 pixels), o Pre 3 é bem mais parrudo que o Veer, com um chip Qualcomm MSM 8×55 de 1,4GHz, 512MB de RAM, teclado deslizante retroiluminado, bússola, GPS, Wi-Fi, Bluetooth, e duas opções de capacidade, com 8GB ou 16GB.

Publicidade

Ao contrário do Veer, o Pre 3 é dotado de duas câmeras: uma traseira de 5 megapixels e flash LED, e outra dianteira, VGA, para vídeo-chamadas.

Grande: HP TouchPad

HP TouchPads

Aqui, temos a resposta da HP para o iPad. O TouchPad tem especificações muito interessantes: tela de 9,7 polegadas com 768×1024 pixels, câmera frontal de 1,3 megapixel para vídeo-chamadas, bússola, giroscópio, modelos Wi-Fi ou também com 3G e A-GPS, 16GB ou 32GB de memória, processador Qualcomm Snapdragon APQ8060 dual-core de 1,2GHz e teclado virtual.

Publicidade

Enfim, é um concorrente de peso para a tablet que a Apple lançou em 2010 e seu visual é muito, muito atraente (ele me lembra muito o iPhone 3G, só que maior). Um toque interessante é o dock Touchstone, vendido separadamente, que recarrega o TouchPad por indução — basta colocar o gadget no suporte e deixar a magia acontecer.

O problema

Ao apresentar estes excelentes gadgets, a HP não disse uma frase muito importante: “Eles estarão disponíveis para (pré-)compra a partir de hoje.” Os smartphones só estarão disponíveis na primavera do Hemisfério Norte (talvez umas poucas semanas antes de o iPhone 5 chegar ao mercado) e a tablet, essa é prevista para o verão (meses depois de o iPad 2 ser lançado). Daí, como eu disse no início do post, o maior inimigo do HP webOS é o tempo.

HP Pres 3

Mas ainda há outra coisa importante: o preço. Nada foi dito a respeito de quanto esses gadgets vão custar. Como a Apple tem sido bem agressiva lá fora, é bem capaz que o TouchPad acabe saindo mais caro que um iPad 2 — e um usuário de iPhone ou do primeiro iPad certamente vai pensar duas vezes antes de abandonar todos os seus apps e migrar para um gadget que custe mais e não nem seja melhor.

O webOS é original, lindo, tem muitíssimos méritos e certamente a HP está melhor com ele do que com o Windows. Contudo, ele traz poucos incentivos para que um usuário do iOS faça o switch ou para que algum novato em plataformas móveis lhe dê uma chance. Apesar de o hardware apresentado hoje ser sexy, vai ser preciso um preço muito agressivo para fazer alguém abrir mão de todas as facilidades que a Apple oferece no iOS.

Acredito que John Gruber resumiu muito bem a situação da HP:

[blackbirdpie id=”35430353464197120″]

Se estivéssemos em 2010, o mercado de tablets ia ferver, com a concorrência entre iPad e TouchPad. Infelizmente, a Apple tem um ano de vantagem e a HP não apresentou nada que compensasse isso. 🙁

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…