Rapidinhas do MM: Mac+ demais no iPad, Angry Birds fora das telas, Scott Forstall na farra e mais

Ícone do Macmais Reader

Periodicamente, reunimos nas Rapidinhas do MM tópicos sucintos com assuntos menos relevantes, que não achamos significantes o suficiente para virarem artigos completos por aqui, mas que podem interessar a muitos de vocês.

Publicidade

Eis a nossa (enorme, acumulada) seleção de hoje. 😉

Macmais Reader no iPadMacmais Reader no iPad

  • Mac+ chega ao iPad com novo Reader e edição especial nº 3: donos de iPad ligados no mundo Mac com certeza já devem conhecer o Macmais Reader [gratuito; 3,5MB; requer o iOS 4.2 ou superior], mas uma novidade acaba de chegar para ele. Agora o app dá acesso a todas as edições da revista em réplicas digitais que podem ser baixadas clicando no botão do carrinho no canto superior direito da interface. Nessa banca virtual, todas as edições dos dois primeiros anos da publicação são gratuitas; os números 25 até 42 saem por apenas US$1, enquanto as edições seguintes custam US$3. A revista que estiver nas bancas sairá sempre por US$4. Não deixe de ver também o Macmais Especial 3 [US$5; 341MB; requer o iOS 3.2 ou superior], que traz uma revista digital completamente projetada para o iPad que procura explicar os primeiros passos para escolher e usar um Mac — quase como um “Efeito Halo” de luxo, ajudando quem tem a tablet da Maçã a descobrir mais informações sobre os computadores que “simplesmente funcionam”.
Macmais Especial 3 no iPadMacmais Especial 3 no iPad
  • Analistas traçam caminho para a Apple ser a empresa de maior market cap no mundo (Cult of Mac): o raciocínio usado requer uma dose generosa de Matemágica, fé, otimismo e até arrogância, mas, segundo conta a CNBC, se a os papéis da Apple conseguirem atingir o preço-alvo de US$467 estimado por analistas de mercado (ou seja, sofrer uma valorização de 32% em 12 meses) e os da Exxon Mobil permanecerem estáveis, a Maçã se tornará a maior empresa da Bolsa de Valores em todo o mundo. Possível? Sim, claro. Mas apostar nesse tipo de coisa é sempre arriscado, pois um ano é tempo para surpresas demais se revelarem, sejam elas agradáveis ou desagradáveis.
  • Referências a cobertura no iPad 2 são descobertas no iOS 4.3 (Electronista): dois comandos estranhos, PAD_CASE_LOCK e PAD_CASE_LOCK_FOOTER foram encontrados nas últimas betas do iOS. Eles têm a descrição “Automatically lock and unlock your iPad when you close and open the iPad cover”, o que pode sugerir a presença de alguma cobertura ou sensor de proximidade na próxima geração da tablet. Espero só que não seja para detectar a proximidade de uma orelha, ou usar o iPad 2 para tirar fotos vai ser o menor dos micos.
  • Ícone do G1App oficial do G1 chega ao iPad (Mobits): o portal de notícias da Globo agora pode levar as notícias, fotos e vídeos dos mais importantes telejornais do país diretamente para seu iPad. O app G1 [1,3MB] é gratuito e requer o iOS 3.2 ou superior.
  • Boot Camp no Mac OS X 10.6.6 sofreu duas mudanças sutis (MacNN): com o avanço das soluções de virtualização e a diminuição da necessidade pelo Windows, esta novidade quase passaria despercebida. O Boot Camp na última versão do Snow Leopard agora não mais menciona as versões Vista ou XP do sistema operacional da Microsoft (indicando que somente o 7 será suportado) e recomenda o download de drivers específicos para seu Mac, desencorajando o uso do software contido em discos de instalação ou importados de outras máquinas (talvez para ter sempre as versões mais atualizadas).
  • iPod touch transformado em iPhoneCorta aqui, cola ali e pronto, um iPod touch vira iPhone (Lifehacker): o melhor é que esta modificação ainda reaproveita a embalagem do gadget. Fazer essa transformação requer apenas uma tarde livre, ferramentas, lixas, supervisão de um adulto sóbrio e apps de VoIP. Ah, e um pouco de sangue frio pra usar um iPod touch com olhos de sapo.
  • Órgão regulador do Reino Unido está de olho nos preços de lojas de ebooks (WSJ.com): diante de “várias queixas”, o Office of Fair Trading anunciou estar atento a esquemas de fixação de preços entre editoras de livros e lojas digitais como a Kindle Store e a iBookstore. Por enquanto, o progresso das investigações ainda é bem incipiente e por enquanto ninguém foi acusado de violar leis antitruste. Por enquanto.
  • Dicas rápidas de como capturar ótimas fotos com o iPhone 4 (TUAW): existe um livro inteiro só sobre isso, mas o Graphics.com compartilhou os três fatores essenciais para tornar suas fotos no iPhone 4 excelentes — antecipo logo que eles são a luz, a luminosidade e a iluminação.
  • Scott Forstall e 50 Cent fotografados juntos em uma festa (@macgasm): eu só me pergunto se foi o executivo que pediu pra tirar uma foto com o rapper ou se foi o contrário que aconteceu. Seguindo o link do Plixi, lemos “this is me with scott forstall he invented the I phone and I pad big dogs only. Lol” Ok, o Forstall é quem é o ídolo. 😛

Scott Forstall e 50 Cent

Publicidade
  • Rupert Murdoch rasgando seda por Steve Jobs (9 to 5 Mac): a entrevista é antiga, de junho do ano passado, mas passou por baixo do nosso radar… até agora. No vídeo abaixo, o magnata da News Corp. exalta as qualidades do iPad, dizendo que sente uma “admiração infinita” por Steve Jobs, o homem que “inventou o laptop e agora vai matá-lo”. São metros e mais metros de seda sendo transformada em confete, esteja avisado — o Campo de Distorção da Realidade® de El Joboso pegou esse daí de jeito.

  • Fases de Angry Birds feitas fora do iPhone (iSpazio): o vídeo abaixo, do Funny or Die [problemas com o Flash, reclamem deles!], mostra como seria brincar com a maior febre do iOS sem usar uma touchscreen. Claro, não daria pra usar aves e porcos nesse jogo sem despertar a ira do PETA, então uma bolas coloridas tiveram que ocupar o lugar dos bichinhos. E, quer saber? Ficou divertido pra caramba!

  • Comercial da Intel traz pontinhas do iTunes e do QuickTime no Windows: em um filme para promover os ganhos de performance da sua nova geração de processadores Core i5, a Chipzilla criou um filme superlegal que se passa no Windows, mas tem duas participações da Apple (pontinhas, na verdade). Veja só, que demais, esta perseguição implacável:

Publicidade
  • iBand de North Point tocando com iGadgets (Cult of Mac): e, pra fechar a noite, um pouco de música. Curta “Livin’ on a Prayer” e “I Gotta Feeling” executadas pela iBand, tocando a convite da AT&T — com iPhones e iPads, claro. Só desconsidere os vocais sintetizados, por favor… eles são vergonhosos, mas o resto da banda se garante.

[contribuíram com dicas para este post: Paulo Bruning, Jose Navas Junior e Rodrigo]

Publicidade

Posts relacionados

Comentários

Carregando os comentários…