Reunião anual de acionistas da Apple transcorre sem eventualidades; propostas controversas são derrubadas [atualizado]

Logo da Apple

Logo da AppleConforme previsto, hoje ocorreu a reunião anual de acionistas da Apple. O evento foi presidido por Tim Cook, na ausência de Steve Jobs, e transcorreu sem grandes surpresas.

As duas propostas polêmicas postas em votação, uma referente aos critérios para a eleição de membros do conselho administrativo e outra demandando a publicação da política de sucessão para o cargo de CEO, foram derrotadas, conforme esperado e recomendado pelo alto escalão da Maçã. Todos os sete membros do conselho administrativo foram re-eleitos — inclusive Jobs.

Em uma pergunta a respeito do data center da Carolina do Norte, Tim Cook respondeu que ele será finalizado “na primavera” (do Hemisfério Norte).

Um dos acionistas se manifestou para desejar votos de melhoras para Steve Jobs, tendo sido aplaudido pelos presentes. Outro se valeu da oportunidade para comentar que a divisão das vendas de assinaturas na App Store numa proporção de 30/70 deveria ser alterada para ajudar a manter os jornais vivos. Para esse, não houve aplausos.

[via Fortune Tech]

Atualização (às 17h47)

Um detalhe adicional sobre o data center da Carolina do Norte foi exposto durante a reunião: as novas instalações deverão ser usadas na infraestrutura da iTunes Store e do MobileMe (faz pensar…), além de prover suporte para sistemas corporativos da Apple.

Durante uma sessão de perguntas e respostas, outras informações interessantes vieram à tona. Falando sobre a piscina pilha de dinheiro que a Maçã acumulou ao longo dos anos, o CFO Peter Oppenheimer disse que há planos de fazer “coisas grandes” e que não há um teto determinado a partir do qual a companhia passaria a pagar dividendos aos acionistas.

A respeito de concorrência com o Android, Cook mencionou que a fragmentação da plataforma do Google (tanto em hardware quanto em experiência de uso) é uma desvantagem. A respeito de proteger a propriedade intelectual da Maçã, Tim destacou que há vários processos em andamento e que são tomadas inúmeras providências para restringir o acesso a inventos, mas admitiu que houve casos em que “algumas coisas sumiram” — uma referência ao iPhone 4 esquecido numa cervejaria que tirou alguns risos da plateia.

[via AppleInsider: 1, 2]

Posts relacionados

Comentários