Conheça o Lion Server e outras novidades do Mac OS X 10.7 [atualizado 2x]

Lion Server

Ontem, já vimos na primeira leva de detalhes e screenshots do Mac OS X Lion uma bateria de alterações no novo sistema, mas hoje a série continua. Mais sites estão publicando o que conseguiram obter de quem já teve acesso ao novo sistema operacional, à medida que investigam mais a fundo as mudanças.

Lion Server

Uma das grandes novidades, comentada pela Apple e agora analisada pelo Cult of Mac, é o Lion Server. Ele agrega toda a flexibilidade do atual Mac OS X Server e muito mais novidades para corporações no único sistema operacional que a empresa pretende distribuir no futuro. Durante a instalação, o usuário poderá escolher se deseja configurar seu Mac com um uma máquina cliente ou um servidor.

Lion Server

No caso de escolher a opção servidor, o usuário terá acesso a ferramentas especiais que quem usa o Mac OS X Server Snow Leopard conhece muito bem, como o Admin, utilitários para formação de grades e clusters de processamento, recursos compartilhados e muito mais. É um sistema corporativo robusto e completo pelo mesmo valor de um convencional, o que aparentemente faz parte da estratégia da Apple para justificar o preço elevado do hardware sobre empresas quando comparado com PCs — que, por sua vez, sofrem com o alto investimento em software e seus requisitos, em alguns casos.

Lion Server

Além disso, o Lion também suportará caracteres japoneses (os famosos Emojis). Aparentemente, a visualização deles não exige configuração nenhuma, nem hacks — como fazem muitos usuários do iOS.

Emojis no Lion

Ainda segundo o Cult of Mac, a Apple também adicionou o tão esperado suporte a TRIM para elevar a vida últil de SSDs. O recurso faz o sistema manipular um drive de estado sólido com maior eficiência, identificando melhor os blocos de arquivos que ficam livres após o usuário apagar algo no Finder. Assim, o Mac OS X pode eliminar resquícios de informação e impedir a perda de desempenho em máquinas que não usam mais HDDs, como o MacBook Air.

Agora fiquem outro vídeo, que mostra uma visão geral do Launchpad e do Mission Control:

Atualização (às 14h05)

O leitor Wilson nos informou via Twitter que as janelas do Lion agora podem ser redimensionadas por meio de qualquer canto, o que é comprovado pelas screenshots das janelas, que perderam o indicador situado no canto inferior direito.

Além disso, uma imagem do MacStories comprova que o Finder é capaz de mesclar o conteúdo de uma pasta arrastada para um diretório com outra de mesmo nome que já esteja no respectivo diretório. Este é outro comportamento típico do Windows e visa oferecer mais flexibilidade para operações com arquivos e pastas.

Lion: Finder

Além disso, para a gravação de screenshots o QuickTime Player agora também permite o “recorte” de uma área das janelas:

Lion: QuickTime

Atualização II (às 15h32)

Segue outro vídeo do Cult of Mac — desta vez, demonstrando as novidades do Mail.app.

Ótimas melhorias! 🙂

Posts relacionados

Comentários