Lançamento do iPad 2 trouxe algumas novidades logísticas nas Apple Retail Stores

iPads 2

iPads 2Coordenar o lançamento de um gadget de altíssima demanda em 236 lojas espalhadas pelos Estados Unidos deve ser uma tarefa de deixar até careca com o cabelo em pé — se você colocar nesse bolo mais de 10.000 pontos de revenda, aí é que a coisa complica mesmo.

Pois foi mais ou menos isso o que a Apple teve que fazer no final da semana passada, e parece que ela andou testando umas novidades nos bastidores quanto à administração desse lançamento.

Segundo fontes do AppleInsider, grandes lançamentos de 2010 geraram uma certa dor de cabeça em Retail Stores da Maçã por conta de uma estratégia de vender os produtos que chegavam ao estoque o mais rápido possível. Com isso, erros de inventário e reservas que sumiam fizeram muitos funcionários perderem o sono.

Lição aprendida: em 2011 o gerenciamento dos lotes de iPads 2 que chegam às lojas de varejo da Apple está sendo bem mais compassado — quando um carregamento de tablets chegava a Retail Stores na segunda-feira, apenas parte dele era vendida, de forma que houvesse mais tempo para processar tudo o que entrou e saiu do estoque e ainda sobrar algo para vender na terça-feira. Diante da demanda selvagem, umas mentirinhas inocentes estariam sendo contadas para os clientes não ficarem enfurecidos (algo na linha “Não, estes iPads acabaram de chegar, hoje mesmo! Não, ontem eles tinham esgotado, estes são outros…”).

Enquanto isso, a Online Store também teria tido sua parcela de ajustes: para evitar que os números de pedidos fossem de novo usados para inferir a quantidade de iPads vendidos, a Apple teria alterado seus sistema interno e passado a usar uma numeração aleatória.

De repente a Maçã ficou tímida com a performance dela em vendas. Estranho… :-/

Posts relacionados

Comentários