“Adiamento” do iPhone 5 reduz o otimismo das estimativas sobre a Apple

iPhone 4 deitado de lado

Os planos anunciados oficialmente pela Apple para a Worldwide Developers Conference 2011 não agradaram muito aos especialistas do mercado financeiro, que esperavam da empresa um novo iPhone no início do segundo semestre. Em vez disso, a Maçã anunciou apenas que a WWDC deste ano será focada no futuro do Mac OS X e do iOS, o que é uma boa notícia para desenvolvedores, mas não para quem só está interessado no dinheiro que a NASDAQ:AAPL pode gerar com tudo isso.

iPhone 4 deitado de lado

Devido à possibilidade de “adiamento” do iPhone 5 (curioso: como se adia um produto que sequer foi revelado?), Peter Misek, analista da Jefferies & Co., acredita que os resultados da Apple para o ano fiscal de 2011 ficarão abaixo das expectativas. O ano fiscal da Maçã acaba em setembro e, devido a uma potencial mudança de planos com relação ao seu smartphone, ela deverá atingir uma arrecadação de US$103 bilhões, um pouco menos que os quase US$107 bilhões esperados anteriormente.

Com o iPhone 5 previsto apenas para o quarto trimestre deste ano ou o início de 2012, Misek espera também que as vendas de smartphones da Apple no atual ano fiscal caiam dos 71,7 milhões anteriormente previstos para 65,1 milhões. É claro que, para o futuro, as possibilidades de resultados positivos aumentam, mas para Shaw Hu, o tamanho atual da gigante de Cupertino e as dificuldades que uma empresa do seu porte enfreta aumentam as preocupações exageradas sobre o seu crescimento.

Na fase atual da Apple, o analista acredita que ela não precisa ficar preocupada em estar à frente de todos para continuar seu sucesso. Ela ainda possui potencial para manter seu ritmo de crescimento com o iPad (que pode elevar sua participação no mercado de computadores para até 17% neste ano) e, em 2012, um novo iPhone poderá ser ainda mais bem-sucedido por tirar proveito de tecnologias emergentes, como 4G.

Posts relacionados

Comentários