O carma dos add-ons, para o Firefox: úteis, mas pesados

Eu sonho com o dia em que todo mercado será tão competitivo quanto o de browsers para a web, atualmente. É difícil achar um só segmento com tantos players fortes e ativos: Microsoft (Internet Explorer), Mozilla (Firefox/Camino), Google (Chrome), Apple (Safari) e Opera (idem), só para citar os principais.

Não é à toa que a Mozilla está se mexendo tanto e, logo depois de lançar o Firefox 4, anunciou na sexta-feira medidas para resolver um dos seus grandes problemas: add-ons (plugins) pesados, mal-desenvolvidos, que tornam o navegador mais pesado e prejudicam o seu tempo de abertura/inicialização.

A partir de agora, a Mozilla realizará testes periódicos e automatizados de performance com os 100 add-ons mais populares para o Firefox, alertará usuários sobre softwares pesados, ajudará desenvolvedores a otimizar seus plugins e controlará a instalação não-autorizadas de add-ons no seu browser.

Confira o ranking atual dos mais lentos:

Ranking de plugins lentos para o Firefox

Sim, só entre esses dez estão grandes nomes como Firebug, FoxyTunes, Video DownloadHelper, FasterFox (que ironia!) e Xmarks Sync, que eu aposto que se encontram na maioria das instalações do Firefox por aí.

De acordo com a Mozilla, dez add-ons instalados no Firefox, em média, já praticamente dobram o seu tempo de abertura. Desta forma, ela recomenda que usuários sempre desabilitem add-ons que não utilizam com tanta frequência, mas que não querem descartar por completo.

E vocês, quais as suas experiências com o Firefox e seus add-ons?

[via The Register]

Posts relacionados

Comentários