Na perseguição contra Apple e Sony, Nintendo descarta novamente entrada no mercado de celulares

Lançamento do 3DS
Lançamento do 3DS: console foi melhor que seus antecessores no início das vendas

A Nintendo não está em uma boa posição no mercado de jogos para justificar sua continuidade na mesma estratégia dos consoles dedicados, mas, apesar dos rumores, um executivo da empresa voltou a afirmar na semana passada que ela não está interessada em competir com um telefones celulares. Na semana passada, ela colocou à venda o novo console móvel 3DS, dedicado a entretenimento móvel e bastante inovador, sendo capaz de exibir conteúdos em 3D que dispensam os óculos com os quais estamos habituados nos cinemas.

Lançamento do 3DS
Lançamento do 3DS: console foi melhor que seus antecessores no início das vendas

Para o presidente da Nintendo nos Estados Unidos, ser mais uma no infernal mercado de celulares não lhe oferecerá nenhuma vantagem competitiva. “Telefones não são aparelhos de entretenimento”, disse ele, alegando que, para não despejar parte dos seus ganhos no cofre das operadoras, os preços dos aparelhos e jogos iriam aumentar ainda mais — acredita-se que esta foi a razão para o 3DS ter sido lançado apenas com Wi-Fi, que poderá ser usado para download ou streaming de filmes via Netflix.

De acordo com a CNN, o lançamento do 3DS nos Estados Unidos foi para a Nintendo um sucesso bem maior que o início das vendas dos seus antecessores, especialmente devido ao impacto dele sobre crianças. A espera pelo aparelho também prejudicou as vendas da empresa no último Natal, porém, mesmo com a forte demanda de início, críticos ainda torcem o nariz para o preço dos títulos (US$40, em média), devido ao costume com os lançamentos de baixo custo e de menores proporções para iOS.

Tais fatores ainda podem fazer com que a Nintendo considere o mercado de celulares no futuro, mas com um certo risco de fracasso perante o domínio da Apple em entretenimento para o setor. Há quem diga que a criadora do 3DS está aguardando pelos resultados da Sony no novo segmento, o que lhe ajudará a determinar se ele vale mesmo a pena.

Posts relacionados

Comentários